STF é um antro de bandidos esquerdistas - Rafael Brasil


 Não tem jeito mesmo. Por mais  que tentemos não falar, vem sempre o STF a tentar de todo jeito desestabilizar o país e o governo. O STF é apenas um puxadinho da esquerda e da cleptocracia nacional , ponto final. Atua como partido político, afrontando à constituição, prendendo, censurando, ditando regras, todas da cartilha esquerdista para a nação cada vez mais oprimida, seja por bandidos comuns, que são soltos aos borbotões, a meliantes políticos, como Lula e seus comparsas de outros partidos.

Agora quer pautar o senado com a tal da CPI da peste chinesa, pasmem. Só focando nos hipotéticos desmandos do governo federal, deixando de lado todo o mar de lama patrocinado pelos governos estadusis e prefeitos, estes que receberam quase um trilhão para enfrentar à pandemia. É preovocação pura, e o que querem mesmo é dar um golpe no presiodente eleito pela ampla maioria da população.

O pior é o congresso que tem cerca da metade dos parlamentares envolvidos em casos escabrosos de corrupção no nosso mais do que podre sistema político e eleitoral.

Fez bem o presidente em dizer sem rodeios que gente como Barroso, defensor de terroristas como Cesare Battisti não tem moral para julgar ninguém, e como a maioria dos integrantes da corte, foi colocado pela esquerda que dominou a política nacional desde os idos do PSDB quando no governo.

É preciso uma verdadeira revolução democrática no país, afinal nossa constituição, ou o que chamam de instituições democráticas só servem às elites de sempre, agora ameaçadas por um governo honesto e que quer imprimir reformas mais do que imprtanmtes para o país.

Aliás, com a instalação da CPI a agenda econômica pára, afundando cada vez mais o país na crise social e econômica. O pior é que foi o próprio STF que proibiu o governo de corrdenar a crise provocada pelo vírus chinês. É muita safadeza para um só país. Só o povo mesmo para botar todos estes vagabundos togados na cadeia. Ucranização já, antes que seja tarde!

Nenhum comentário:

Postar um comentário