lockdown, um instrumento de opressão política - Rafael Brasil


 Lockdown é uma palavra que quase todos conhecem diante da pandemia. Significa fechamnento de tudo em nome do combate ao vírus chinês, é o todos em casa, e seguindo o raciocínio esquerdista da economia a gente vê depois. 

Passado mais de um ano da gripe chinesa, os arautos da ciência acima de tudo, como se fosse possível ter consenso no assunto, insistem neste assunto, cada vez mais controverso e que não tem mostrado resultados convincentes. Em outras palavras é a ditadura de um discurso único que não admite dissensos, aliás os ditos arautos da democracia são os que justamente advogam o autoritarismo mais do que deslavado.

O presidente está mais do que certo, pois o que deveria ser feito seria o isolamento dito vertical, ou seja, a proteção cuidadosa dos grupos de risco como os velhos e com doenças sérias, e a adoção de medidas de cuidados, como higienização e distanciamento social. 

Aliás é o que foi feito na China, claro de uma maneira autocrática, como é costume em uma brutal ditadura comunista. Quem não obedecer é preso ou devidamente morto, coisa comum em países comunistas onde a vida não vale um derréis de mel coado.

Em países democráticos como o Japão, a Coréia do Sul e mesmo a Suécia, estas medidas foram tomadas com muito sucesso e até nos Estados Unidos em estados como a Flórida, onde a economia está funcionando e o número de mortes tem sido bem menor.

Também é demonizado o tratamento preventivo, como o uso de remédios como a cloroquina e invermactina, que aliás só agora vem sendo utilizado como políticas públicas pertinentes em diversos países.

E o pior é o atqeue sistemático às liberdades mais fiundamentais da democracia. O aparato policial do estado é colocado para oprimir o povo que passa fome e tem que trabalhar.

Aqui no Brasil só as elites defendem radicalmente o lockdown, as classes falantes a as que dependem do estado que recebem subsidiariamente proventos e serviços através de delivery de todas as espécies. Claro o povo vai pagar a conta da fome, miséria e desemprego. 

Afinal tudo é política, na verdade todos utilizam a gripe chinesa para derrubar o presidente o que não conseguiram fazer nas urnas. Em suma o presidente está certo, enfrentando toda a cleptocracia nacional , que com a chancela do STF despreza o povão de uma forma insana e pusilânime. Dá nojo essa gente, simplesmente. Vade retro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário