Fachin é mais um comunista mentiroso - Rafael Brasil


 A mentira faz parte da estratégia revolucioária, basta ler Trotski, em seu panfleto Moral e Revolução. Seguindo esta linha, mentir, desde que seja a favor da causa revolucionária e do partido é uma diretriz mais do que ótima, benfazeja em prol do devir histórico, em outras palavras o paraíso socialista.

Fechin, um dos membros do famigerado STF, hoje o maior partido de esquerda do país, sempre pronto a sabotar o governo em todos os sentidos, e repositório das mais estapafúrdias reinvindicações da esquerda radical, é um comunista de carteirinha, e foi militanmte petista, dilmista, advogado do MST, uma organização terrorista que todos conhecem. 

Foi aliás Fachin que proibiu a polícia de fazer incursões nos morros do Rio para caçar bandios. Resultado: Os bandidos livres reforçaram suas organizações tendo hoje arsenais de armas bem mais potentes do que a própria polícia. 

Foi ele também que juntamente com seus pares do STF soltou mais de trinta mil bandidos a pretexto de os proteger dos malefícios do vírus chinês. Aliás, o poróprio STF quem chancelou a repressão dos governadores contra o povo, trancando todo mundo, em atitudes mais do que autoritárias. Afinal se é pra trancar o povo, porque soltar bandidos que já estão devidamente confinados? Fica a simples pergunta, afinal o povo não é bobo.

Ontem mesmo em uma teleconferência ele afirmou que o Brasil está numa escalada autoritária, e ele, assim como seus pares da esquerda e quejandos, estão para defender o regime democrático. Ora até as pedras sabemn que é justamente o STF o principal fator de instabilidade no país.

Justamente a suprema corte que deveria salvaguardar às leis é quem mais as atropela e de uma forma cada vez mais cínica e acintosa. Mudam à constituição a seu bel prazer, soltando bandidos de todos os quilates, e legislando, atropelando acintosamente os poderes legislativo e executivo, claro com a complacência também criminosa da mídia esquerdista e das chamadas classes falantes.

Em suma o que fazem mesmo é política, querendo derrubar o presidente de todo jeito. Para essa gente, o povo que se dane, desde que o sistema seja mantido, ou seja da exploração do povo trabalhador pelos agentes do estado patrimonialista. Enfim por ironia da história é a direita que defende o proletariado. E através das redes sociais, o povo está de olho, por essas e outras detesta essa gente. Afinal, além da esquerda,  quem gosta de bandido?  


4 comentários:

  1. Acho que o ministro foi contra a própria democracia, pois o STF está provando que é uma corte injusta, lenta e conivente com a corrupção, na minha opinião se fecharmos esta suprema corte a corrupção no Brasil acaba. Que volte os militares e prendo estes ministro comunistas.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Como civis ou nos organizamos em caráter de emergência e nos unimos e agimos nas ruas por tempo indeterminado para, seguindo o parágrafo único do artigo primeiro da constituição de 1988, autorizarmos a intervenção das FFAA, ou o Estado de Exceção já sorrateiramente e discretamente oficializado pelos congressistas e outorgado aos camaradas socialistas do STF nos jogará em pouco tempo nos braços de um regime totalitário, perseguidor e sanguinário com um ditador psicopata, como todos são, à frente da situação.

    ResponderExcluir
  4. Caro ZULMIAN ,ADOREI SEU COMENTÁRIO ,CONCORDO EM GÊNERO, NÚMERO E GRAU.
    OU NOS ORGANIZAMOS NA PORTA DOS QUARTÉIS,E NA RUAS DE OU JÁ ESTAMOS ENTREGUES.
    E SOFREREMOS A PERSEGUIÇÃO TOTALITÁRIA DOS SANGUINÁRIOS.
    ESTE É O MOMENTO.
    VAMOS ORDEIRAMENTE PARA AS RUAS.

    ResponderExcluir