TSE faz parceria com Tik Tok, banida dos EUA por espionagem - Rafael Brasil


 O TSE comandado pelo ministro Barroso um dos piores do já desmoralizado STF, fez parceria com a empresa chinesa tik tok banida dos Estados Unidos por espionagem. E é esta empresa que supostamente vai vigiar as fake news, ou seja, vai atuar como auxiliar numa espécie de ministério da verdade, que é o que pretende ser os nossos tribunais superiores com o devido apoio do congresso. Existe coisa mais mentirosa, mais fake?

É como mandar a raposa tomar conta do galinheiro, afinal em poucas horas os dados de todos os brasileiros estarão nas mãos do partido comunista chinês, que aliás já deve ter todos nós cadastrados, quem pode saber? Enfim o problema não é a China, mas seu regime miserável totalitário, militarista e expansionista.

Ademais as forças pró China vão desde a esquerda derrotada e desmoralizada, porém ainda viva no aparelho de estado, aos vendilhões de sempre, gente como Dória, os Gomes do Ceará, e outros menos votados. Enfim o senado convocou o ministro das relações exteriores Ernesto Araújo para se explicar os porquês da visita do secretário de estado norte americano Mark Pompeo, enquanto se cala diante das provocações do embaixador da China no Brasil o tal de Yang Wanming, admoestando inclusive parlamentares.

Afinal, o antiamericanismo sempre foi regra no país, e isto também com as forças armadas, inclusive no regime militar. Enfim é sempre moda ser anti americano sobretudo nas nossas classes falantes, que quando podem, sempre viajam para os mais variados países do então malvado capitalismo, mas a esquerda é assim mesmo. Querem o socialismo, mas para o povão, noves fora os "iluminados" de sempre do partido de plantão,  autodenominado de democrático, e com as mordomias e corrupção de sempre. Democrático uma ova, ora essa. Até parece piada, mas quem disse que vivemos num país normal?


Nenhum comentário:

Postar um comentário