O STF serve pra quê? - Rafael Brasil

O Supremo e o impeachment: os rumos do Brasil nas mãos de 11 ...



O governo teve que apresentar acordos com o congresso, e a mídia para amaciar a saída do empresário Salim Mattar, que era chefe do setor de privatizações, digamos assim. Realmente para tirar esta herança varguista do estado brasileiro só uma revolução liberal, coisa que acho muito difícil aocntecer. Enfim somos o país dos barnabés e marajás, estes últimos comandando a banda do nosso atraso pemanente. E sem capitalismo pobreza e miséria de sempre.
Como disse Paulo Francis uma vez, eu toparia um déspota esclarecido pelo menos por dois anos aqui em Pindorama, botar pra quebrar. No caso de Francis, ele dizia abrir o caixa preta da petrobrás e do judiciário. A da petrobrás foi aberta com a escandalosa corrupção petista, tornada impune justamente pelos togados. Falta abrir o caixa preta da toga, e claro, botar essa gente toda na cadeia, sobretudo os do STF. E também desmontar o estado patrimonialista nacional. 
Vejamos, mesmo em tempos da dita pandemia chinesa todos os privilégios da casta estatal foram devidamente mantidos. Os marajás continuaramn alegremente a mamar em seus privilégios enquanto proibiram o povo de sobreviver fechando tudo, e ainda com os governadores e prefeitos com suas respectivas polícias a reprimirem todos pela frente. Além da roubalheira, claro, o COVIDÃO.
Ainda mais a gente tem que aturar gente do STF fazendo militância política, como a ministra Carmem Lúcia, com àquela cara de múmia paralítica, dizer que o governo foi o responsável pelas cem mil mortes. E Barroso, o "iluminista", bradar contra as supostas fake news organizadas e financiadas por lá se sabe quem, quando os mais mentirosos e acobertadores de ladrões são eles mesmos. E não querem que ninguém fale, ora essa.
O tal de Alexandre de Moraes disse que a voz do povo não é soberana, que votos nada valem diante de suas excelências como ele e seus pares do judiciário. Claro, democracia é fundamentalmente o direito ao dissenso, quem define democracia como opressão da maioria são os comunistas e aliados, afinal. Só que gente como Moraes nunca deveria ser nem juiz de futebol, afinal foi advogado do temível PCC, é um criminoso.
Mas somos governados por criminosos e nossas ditas instituições democráticas só servem para referendar à cleptocracia nacional com seus infindáveis poderes e impunidade. Contra tudo isso, só uma revolução popular, muito improvável, ou uma ditadura do bem, se é que isso exista. Mas uma ditadura radical do bem, seria isso possível? Se possível, o povo ficaria alegre em ver tanta gente ruim onde realmente merece: Na cadeia. Quem discorda desse discurso de ódio?

Nenhum comentário:

Postar um comentário