João Dória com COVID, e a vacina chinesa? Rafael Brasil

A vacina chinesa de João Doria: Um perigoso "negócio da China ...




O governador de São Paulo, o almofadinha João Dória, discípulo de Maquiavel como tantos políticos tupiniquins, que não sabem que Maquiavel foi um fracassado politicamente, mas isso é o de menos, agente do imperialismo chinês, como tantos em Pindorama, está infectado pela gripe chinesa.
Quando falo em maquiavelismo tupiniquim , seria uma mistura de Maquiavel com Macunaíma, que tenta retratar, mesmo metaforicamente o que seria uma das características nacionais, o cidadão sem caráter. Para essa gente, o negócio é ser sabido, enganar tudo e todos em busca do poder, e quem sabe o poder total?
O governador almofadinha para não dizer outras coisas se elegeu nas costas de Bolsonaro com seu disurso conservador, e, claro, como um bom discípulo de Macunaíma, o segiu à risca. Era o Bolsodória. Logo depois alçado ao poder, achava que o desastre do governo do capitão seria iminente, aliás como muitos políticos que enfim quebraram a cara. E  claro ele seria uma alternativa.
Com a reforma da previdência, dentre outros sucessos do presidente que montou uma ótima equipe, veio a crise da gripe chinesa, e para ele, como muitos, a grande chance de ver a popularidade do presidente derreter. Apostou e agiu para piorar as coisas, fechando tudo, apostando radicalmente no lockdawn, ou como muitos especialistas diziam, na teoria do confinamento horizontal. Hoje não pode andar nas ruas, e não se elege nem para síndico de prédio.
Como muitos outros governadores, que com a devida ajuda do STF apostaram no pior, prendendo e arrebentando o povo que se atrevia até a tomar um sorvete nas ruas, foi contra o uso da clolroquina, um remédio defendido pelo presidente, e como muitos, com a complacência também do STF, sempre ele, não só proibiu o remédio, mas dificultou ao máximo quem queria tomá-lo. Aliás diferentemente das recomendações do tal do Mandetta, o remédio só é eficaz nos primeiros sinais da doença, Mandetta, e figuras como Dória recomendavam o uso já nos sintomas mais graves da doença. Uns criminosos que faliram centenas de milhares de famílias, agora ao Deus dará, muitas momentaneamente salvas com a ajuda, providencial do governo de 600 contos de réis por mês.
Desde o mês passado o governador almofadinha que se achava um Maquiavel tupiniquim, apostou numa tal de vacina chinesa, será que ele tomou? Se tomou a vacina não presta, mas é bem provável que tenha tomado cloroquina, tal qual a atriz Camila Pitanga, que disse ter tomado o remédio porque contraiu malária, conversa fofa de esquerdista do Leblon, desde há muito celebrizada por Nélson Rodrigues ainda nos anos 60 tal qual os padres e freiras de passeata.
Deve ter tomado, e escondido como aliás um médico aliado dele, que nem  lembro o nome, que lá no começo da gripe tomou escondido, mas depois admitiu e se demitiu do cargo. Mas enfim ele devia se tratar na China, afinal está vendendo a preço de banana o estado de São Paulo aos chineses que querem dominar o mundo. E para dominar o Brasil, agentes amigos como Dória é que não faltam. Por essas e outras este tipo de gente num país minimamente sério devia morer na cadeia. Ou quem sabe, à moda chinesa com um reles tiro na nuca? Fica a sugestão, mas afinal ainda não temos pena de morte, infelizmente.

3 comentários:

  1. Vergonha, vocês bolsonions apoiam um presidente retardado que pra ele e pra vocês , estudo e ciências é coisa de esquerdistas e comunistas, esse retardado presidente de vocês atrasa o país que é obrigado a comprar vacinas de países como a China e como a Rússia, daqui a pouco vocês bolsonions e o presidente retardado vão espalhar que o partido democrata dos EUA são comunistas e esquerdistas 👎👎

    ResponderExcluir
  2. Vá tomar uma injeção anal de ozônio, rapaz.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir