Barroso agride Bolsonaro - Rafael Brasil

Barroso: 'Temos um presidente que defende a ditadura e a tortura' |  Política: Diario de Pernambuco



Enfim, todos os dias as péssimas notícias do mais novo partido político de esquerda, o STF. Aliás seria bom que estas figuras tristes do supremo se candidatassem mesmo, mas seu protaginismo vem da arrogância, mediocridade e apoio midiático e de muitos setores políticos, da cleptocracia e sempre e da esquerrda ressentida pela perda da presidência.
Ele disse que Bolsonado defende a tortura e  que ele, juntamente com seus pares e parte da sociedade seriam portadores da defesa da democracia contra o que ele acha existir uma escalada autoritária do governo. Mentira pura, fake ridículo, afinal quem atenta contra a democracia é o próprio STF e este ministro ridículo, para diuzer o mínimo, juntamente com seus tristes pares.
Aliás Barroso que se acha legislador, e age como tal à revelia da constituição, é defensor do aborto, do feminismo, e coisa e tal. Tudo bem, como cidadão, pode ter lá suas idéias pautadas na esquerda, mas não como ministro. Aliás ele é que defendeu um terrorista, que está nos mesmos patamares do que os torturadores. E quando Bolsonaro defendeu tortura? Eis a querstão? E quem comanda a escalada autoritária no Brasil, o povo, que foi às ruas, democraticamente sem nenhuma baderna? Ou o STF que preside um inquérito ilegal e atenta contra a liberdade dos cidadãos e a liberdade de imprensa? É um ministro fake, a contar mentiras a esmo, mais um esquerdista safado. Enfim não tem como melhor definir gente assim: Safado! Não daria nem pra ser juiz de pelada.
O governo tem que reagir, afinal, eles são inimputáveis? Mas não estão nem aí, transformaram o STF num DCE de velhos corruptos e de mentalidade autoritária, aliás é o que não falta aos esquerdistas. Enfim os piores regimes totalitários foram os de esquerda, muito piores do que nossa finda ditadura, que já acabou há mais de 40 anos. Mas disso o ministro nem fala, gosta mesmo é de gente que defende regimes como cubano e venezuelano, como seus companheiros petistas, ditaduras que estão vigorando agora enquanto escrevo.
E ao defender Brilhante Ustra, o presidente não defende a tortura, mas o suposto torturador. Só tendo provas suficientes de que ele seja mesmo torturador, enfim os historiadores é que podem dar conta do recado. Mas é muito diferente do que defender tortura, afinal.
Porém ser advogado de terrorista na justiça, ganhar a causa, e ainda não cobrar honorários, pode. Aliás é o ministro que deveria dar explicações à sociedade, mas como todo comunista ele não está nem aí. Que vá à merda, e que seja processado, é o mínimo que o presidente pode fazer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário