Enquanto perseguem direita membros do STF fazem lives com esquerdidstas - Rafael Brasil

Barroso vai "debater" sobre política e juventude com... Felipe Neto


Enquanto perseguem direitistas, há meses, membros do STF fazem lives com esquerdistas, e os protegem acintosamente. O próprio ministro, o juizinjho de merda Celso de Mello associou o presidente ao nazismo, deveria ser afastado do cargo, mas como estamos no Brasil esquerdista, fica tudo como está. Afinal quem pratica discurso de ódio é a direita, segundo essa gente.
Associam às manifestações da direita com pregação anti democrática, porque algumas pessoas pedem, e até com certa razão, a volta do regime militar e coisas parecidas como o AI 5, mas nada fazem quando comunistas pregam abertamente a ditadura do proletariado, aliás os próprios programas dos partidos comunistas sempre pregaram ditaduras. O próprio PT quando no poder apoiou as mais diversas ditaduras e  pior: Financiou, como nas ações envolvendo o Foro de São Paulo, onde organizações terroristas se reuniam com o PT e outros membros das nossas esquerdas, sem um chiado, nem da mídia nem tampouco dos maganos do judiciário.
Agora tentam intimidar e impor censura aos integrantes das mídias conservadoras, e não só censura prévia, mas a proibição de jornalistas e parlamentares de fazerem seus trabalhos, coisa impensável mesmo na ditadura militar.
Aliás muitas pessoas tem me alertado sobre o que escrevo, mas não me dobro à censura, sobretudo quem vive do dinheiro dos nossos impostos e não tem moral alguma para cercear a liberdade de ninguém. Aliás estes poderes só em ditaduras, e das mais ferozes. E essa gente quer meter medo mesmo, quem duvida?.
Esta semana Barroso vai fazer uma live com o you tubber o tal de Felipe Neto, que eu nem conhecia. Porém esta figura tem milhões de seguidores nas redes, e aborda temas como sexo pornografia para crianças, dentre outras barbaridades. Enfim tudo dentro da agenda esquerdista, aliás o próprio Felipe Neto foi aos Estados Unidos dizer barbaridades do governo Bolsonaro, assim como do governo Trump.
São ssas pessoas que no dizer do jornalista Guilherme Fiúza, vivem em suas bolhas do fascismo imaginário. Ora fascistas são eles, aliás em relação aos States, existe a política de cancelamento, em outras palavras uma perseguição implacável a pessoas conservadoras.
Hoje mesmo o partido rede de sustentabilidade moveu uma ação no STF para que os verdadeiros fascistas que se autodenominam antifascistas, os tais dos antifas, não sejam investigados. Afinal essa gente queria mesmo fazer baderna no país, tal qual fazem nos Estados Unidos e na Europa. E enquanto escrevo, as quadrilhas do Rio de Janeiro, estão livres leves e soltas pelo próprio STF que proibiu a polícia de os incomodar, e estão se organizando livremente portanto sairão da crise muito mais poderosas, aliás o negócio dessa gente do STF é a bandidagem, afinal são todos bandidos. Quem não sabe? Por essas e outras querem porque querem não só censurar, mas acabar com as redes sociais. Não passarão.

4 comentários: