Comunidades terapêuticas contra as drogas uma ótima ação do governo - Rafael Brasil

CONFENACT, SENAPRED e Frente Parlamentar de CTs reunidos - FEBRACT


Claro, seria uma quimera acabar com o uso de drogas no país usanto simplesmente a repressão. Óbvio, a repressão ao tráfico faz com que abale o mercado, porém o problema é a recuperação, contra drogas legais como o álccool, e claro as ilegais.
Quem é rico ou mesmo remediado pode pagar clínicas de tratamento, com terapias as mais diversas, como as ocupacionais e com acompanhamento psicológico. Porém, e os pobres? Neste sentido, o governo através do conselho nacional de políticas sobre drogas (CONAD) regulamentou o acolhimento e recuperação de adolescentes com dependência química em comunidades terapêuticas, uma ótima ação.
A proposta da resolução foi apresentada pela Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas.
Com isso as comunidades terapêuticas terão segurança jurídica para realizar seu trabalho em prol da recuperação de adolescentes e, coinjunto com suas famílias para se livrarem do pesadelo das drogas. O aumento de vagas tem sido exponencial, mas é preciso campanhas institucionais e massivas como é feito com drogas legais como o cigarro e o álcool.
Aliás em relação ao álcool não se vê nenhuma ação institucional de peso, e o mesmo é a principal de entrada para as drogas ilegais. É preciso ter não só campanhas institucionais, mas restringir o consumo de álcool aos bares, e reprimir pesadamente quem vende a menores de idade. Afinal é muito comum nos quatro cantos do país o consumo de álcool em vias públicas, sobretudo em festas populares.
O bom trabalho é desenvolvido pelo Secretário Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas do Ministério da Cidadanoia, Dr. Quirino Cordeiro, e quem me dá todas as informações é meu amigo Edu Cabral, que está nesta luta há anos, e integra a equipe do secretário.
É uma luta árdua, mas edificante, aliás nossa juventude precisa é de boas escolas e espaços esportivos e recreativos. Infelizmente as escolas estão dominadas pela esquerda que usa sempre a nefasta política de relativização de tudo, e até a glamourificação do politicamente correto, com espaço à relativização das drogas e dos drogados. Porém as ações são mais do que importantes, e as comunidades terapêuticas são um ótimo caminho. Parabéns, Dr. Quirino, Parabéns amigo Edu Cabral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário