Até que enfim! Cabral fecha delação com a PGR - Rafael Brasil

Tribunal assina convênio com o CNJ - Tribunal de Justiça do Estado ...



Sérgio Cabral, ex governador do Rio que pegou mais de 200 anos de cadeia, e que disse que estava viciado em roubar, um dos grande aliados do petismo, finalmente conseguiu o que é sua única saída. Fechar uma delação premiada, e para delatar, o cabra não pode mentir, senão dobra a pena,  para ele é delatar ou morrer na cadeia.
E falava-se muito que na delação de Cabral, muita gente dos altos escalões do judiciário vão estar presentes, o que é de grande serventia nestes tempos de ditadura da quadlihla do STF, em conluio com o STJ, afinal essa gente é mesmo em quase sua totalidade metida até os ossos na corrupção mais desenfreada, e sempre impune.
Na verdade vão ser cerca de seis delações, contando a de Cabral. Falta a maior bomba que seria a de Eduardo Cunha, mas quem sabe ela virá? Isso é mais uma resposta a muitos que diziam que a lava jato teria morrido depois da saída de Sérgio Moro. Aliás, numa dessas delações a mulher de Moro deve estar envolvida, aliás fica a pergunta: Por que só depois da saída de Moro a lava jato está pegando a turma do PSDB? Tem realmente caroço nesse angú? A conferir...
Há anos na cadeia, Sérgio Cabral vem tentando desesperadamente fechar uma delação premiada. E esperemos que pegue muita gente dos mais altos escalões do judiciário, federal e estadual, afinal ele foi governador do Rio e não podia roubar tanto sem a anuência do judiciário.
Mas falta o congresso acabar com a pendenga da prisão em segunda instãncia, e evidentemente mudar a presidência da câmara e do senado. E que para a alegria dos brasileiros, que a lava jato chegue finalmente ao judiciário, já que todos sabem que a lama debaixo das altas togas é muito farta e fedorenta. Quem duvida? Vamos esperar, e depois de más notícias do judiciário  que aliás estão se tornando diárias, temos enfim uma boa notícia. Afinal a lava jato não pode parar. E o Brasil honesto agradece.

Um comentário: