DEU A LOUCA NO JUIZINHO DE MERDA





               Celso de Mello, como todos do STF foi conivente com todos os desmandos a serviço da cleptocracia nacional que colocou o país neste pandemônio de impunidade e insegurança jurídica. Agora no fim da sua triste careira como membro do odiado STF faz um serviço dos mais execráveis em nome da agonizante mas forte hegemonia esquerdista que mantém o estamento burocrático o qual pertence na hegemonia no poder do país. Em poucas palavras, quem manda no país são eles e querem a todo custo manter o poder indefinidamente.     
               Agora faz de tudo a serviço dos seus pares para defenestrar o presidente, um homem honesto, do povo, que de acordo com a vontade popular quer quebrar esta triste hegemonia.    Agora trata de tentar a todo custo constranger o presidente e os generais que lhe assessoram, obrigando os mesmos a deporem no caso Moro em condução coercitiva, nem que seja pela chibata. Foi esse ministro, um juizinho de merda, que antes votou contra a condução coercitiva quando era pra prender seus protegidos bandidos da cleptocracia.   
               O juizinho de merda quer, agora, obrigar a polícia federal a fazer uma batida policial no palácio do Planalto para abrir computadores com todos os conteúdos inclusive colocando em risco à segurança nacional. Ele vai deixar o cargo em novembro, e parece que quer "enaltecer" sua biografia a serviço da esquerda e seus pares, gente da mais baixa reputação da história.         
               Figuras como ele serão esquecidas, aliás quem gosta dessa gente? Enfim é preciso paciência e sobretudo mobilização popular para finalmente colocar o país nós trilhos.
Afinal essa gente está na cloaca da história. Ele nunca passou afinal de um juizinho de merda. Aliás melhor dizendo um quadrilheiro de merda.

2 comentários:

  1. Muito bom o texto professor

    ResponderExcluir
  2. Definiu em palavras o sentimento de milhões de brasileiros

    ResponderExcluir