Celso de Mello quer apreender o celular de Bolsonaro - Rafael Brasil




Celso de Mello, o juizinho de merda, parece que quer terminar sua criminosa biografia defenestrando o presidente, coisa que o congresso não conseguiu, e que Zé Dirceu disse que este seria o caminho, claro não pelas urnas.
Aliás, Carla Zambelli disse que quem manda no STF é o condenado José Dirceu, que teria chantageado membros da corte em uma delação premiada entregando as maracutaias dos mesmos, sobretudo Toffoli, que foi sem empregado. E dizem que Zé Dirceu é membro do serviço secreto cubano, o STB, de onde só se sai morto ou aposentado.
Pois agora, a pedido de partidecos de esquerda, o juizinho de merda, enviou a PGR pedidos de depoimento e apreensão do celular de Bolsonaro. Por que a corte nunca liberou o celular dos advogados de Adélio, o autor da tentativa de assassinato de Bolsonaro? Claro, quem impede este acesso é a OAB, dirigida por um comunista de carteirinha, corrupto até os ossos, o tal de Felipe Santa Cruz, que faz parte da ORCRIM petista.
Todos os dias essa gente faz de tudo para impedir o presidente de governar, e claro, de viver. Juntamente com o establisment corrupto de sempre, extrapolam seus poderes de uma forma jamais vista na história republicana. 
Ou o exército através do art. 142 intervém no STF, ou eles acabam com o país. Já passou do tempo da intervenção cirurgica, aliás.
Aliás, seria bom gravar reuniões no próprio STF, e quem sabe apreender telefones de gente como o ministro Alexandre de Moraes, acusado de ter sido advogado do PCC, e com gravações que explicitam o tráfico de influência quando foi secretário de governo do PSDB em São Paulo? E o telefone de ministros como Gilmar Mandes e o próprio Toffoli, empregadinho de José Dirceu?
Muita lama deve existir debaixo dos finos tapetes do STF até as pedras sabem disso. 
 Ou o povo e exército enquadram o STF ou eles acabam com o país. Aliás para derrubar Bolsonaro e esquerda e seus aliados estão preparados até para exterminar os 52 milhões de cidadãos que votaram no presidente. Quem duvida? Afinal são psicopatas sociais e com gente desse tipo não se brinca. E fica a pergunta: No exército não tem mais homem não?

Nenhum comentário:

Postar um comentário