Bolsonaro o presidente do povão - Rafael Brasil



O que seria uma mostra de uma reunião ministerial informal, não só para incriminar o presidente, mas para desmoralizá-lo, reforçou a percepção de sua preocupação com o povo, tornando-o mais popular. Em suma o tiro saiu pela culatra. Boa presidente, criticou as elites de sempre e se colocou ao lado do povo, da democracia e da liberdade.
Na reunião, esperada e ansiosamente aguardada pela oposição, ansiosa de derrubar o presidente, afinal eles só pensam nisso, juntamente com o STF e as elites pensantes, acadêmicos e marajás que sempre mamaram nas tetas do estado, eis um presidente realmente preocupado com o sofrimento do povo, com a liberdade e com a democracia.
Criticou veementemente os burocratas do estado, e os marajás da república, sobretudo os maganos do judiciário, conclamando com palavrões todos a defender o governo e o povo da sanha dos ditadores de plantão. Governnadores e prefeitos oprimindo à população pobre nas ruas e com este verdadeiro festival de horrores sendo filmado e visto por todos nas redes sociais,  com a covarde omissão da mídia e dos ditos defensores do  povo e dos direitos humanos.
Afinal, como estas elites de merda proibir de filmar, algemar e fotografar bandidos de todas as espécies, e permitir tudo isso contra o povo ordeiro trabalhador e desarmado? Cobrou dos ministros que defendessem o governo, sobretudo Sérgio Moro, que como então ministro da justiça ficou calado diante de tantas arbitrariedades. Estas elites sobretudo do judiciário e dos acadêmicos de merda e tutti quanti, vivem encastelados em suas casas e apartamentos recebendo em dia seus altos salários pagos pelo povo, sendo servidos por eles em serviços delivery, sem a mínima sensibilidade ao sofrimendo do povo sem trabalho e com a dispensa vazia. 
Isso sem falar dos elementos ridículos do show business , que sempre ganharam, altos salários e mordomias mil às custas do povão, e agora babam de ódio contra o presidente. 
Essa gente odeia mesmo é o povão, são uns merdas. Os merdas mores da república que querem a todo custo manter seus podres privilégios.
E evidentemente o povo tem que ter o direito de se armar. Só em ditaduras desarmam o povão, a história é clara. Povo livre é povo armado, o resto é conversa de intelectual comunista sustentado pelo estado. 
Boa presidente, lavou minha alma. E para os merdas do estamento burocrático do estado e marajás do show business, bandidos do STF incluídos, o tiro saiu pela culatra. Que se fodam, artigo 142 nestes bandidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário