Justiça solta bandidos e deixa nação indignada - Rafael Brasil

Detentos fogem de Centro de Detenção Provisória de Mongaguá - 16 ...


Há tempos que a justiça brasileira segue os parâmetros dos burocratas da ONU e, claro, dos daqui também, aivados de ideologia esquerdista, que prega que o encarceramento não resolve. Já ouvi isso de diversos sociólogos e quejandos, que vendem a idéia falsa de que todos são recuperáveis, ou seja ressocializáveis,, dado que a criminalidade é um fator eminentemente social. Em poucas palavras, o criminoso é antes de tudo uma vítima, seja da sociedade, seja da família patriarcal e opressora.
Para o saudável senso comum, bandido bom é preso ou mortinho da silva, e a coerção do estado ainda é o melhor remédio para coibir a bandidagem. E que tem que acabar com o desarmamento, ademais, o povo armado pode se livrar de muita coisa ruim devidamente armado, como na zona rural, onde antigamente ninguém se atrevia a invadir um sítio ou fazenda, com medo de levar uns tiros, com o desarmamento a violência explodiu, e os bandidos deitam e rolam nos grotões do país.
Com esta política de desencarceramento e desarmamento, a impunidade tornou-se a perversa norma que faz a festa da bandidagem. Ainda mais para soltar bandido de alto coturno, como políticos, o STF, sempre ele, aliado da bandidagem, acabou com a prisão em segunda instância, devia ser na primeira, tornando bandidos ricos, que podem pagar advogados, praticamente inimputáveis.
Agora com o coronavírus, soltaram mais de vinte mil bandidos, que claro, em sua maioria voltam a delinquir, e pior: Bandidos chefes de facções criminosas, como no caso de um dirigente do PCC no Paraná, que já tinha condenações que somavam mais de 70 anos. Aqui fica a pergunta: Como um juiz faz uma coisa dessas? Devia no mínimo ser demitido e ser processado e preso, claro, mas eles fazem tudo dentro da lei.
Afinal, dar a tal de prisão domiciliar para quem tem pesadas condenações, óbvio ululante que o cabra vai fugir, só se for muito besta. Enfim, a polícia tem um trabalhão, com muitos gastos e a justiça, lenta que só, para prender um meliante e lá vem um juiz, com sua formação e ideologia, e leis mais do que frouxas, advindas deste tosco e ridículo pensamento esquerdista, soltar para, claro este indivíduo delinquir ainda mais. Até um macaco prego sabe que isso está errado. Mas enfim tudo não passa de uma safadeza maior. Para essa gente, afinal bandido é uma vítima da sociedade, e eles são justiceiros sociais.
O pior é que essa gente mora em condomínios fechados e fortemente protegidos por seguranças armados, assim como muitos "liberticidas" do show business andam escoltados pregando a vitimização e glorificação de bandidos. É o Brasil. Até quando?

Nenhum comentário:

Postar um comentário