Judiciário solta bandidos e violência explode no país. - Rafael Brasil

Coronavírus: presos do semiaberto podem ser soltos em Minas Gerais ...



A crise do coronavírus, fez renascer uma tendência ideológica do judiciário que é a malfadada política de desencarceramento. É a valha e cansada idéia de que cadeia não resolve, e sim a tal de ressocialização.
Esta tese vinha sendo contestada pelo saudável senso comum, capitaneada pela eleição de Bolsonaro de que bandido bom é morto ou na cadeia, lógico. Com a pandemia, e a tendência de autoproteção dos políticos envolvidos em roubalheiras mil na lava jato, o judiciário, sobretudo os bandidos do STF, vinha soltando todo mundo inclusive acabando a prisão em segunda instância para soltar Lula e outros marginais de alto coturno.
Claro, junto com eles foram soltos chefes de quadrilhas de todos os naipes, traficantes, pedófilos, estupradores e assassinos.
Agora, soltaram cerca de 20 mil bandidos no país, resultado: Naturalmente a violência explodiu e como sempre, é pelo menos numericamente, muito pior do que o coronavírus. 
Em São Paulo, aumentou 10% os roubos, além dos furtos. Isso em todo o país.
O pior é que prenderam os cidadãos de bem e soltaram a bandidagem. Em outras palavras, prendem e reprimem o povão, e soltam os meliantes. Pode? Pode, é o Brasil com a justiça ideologizada pelo esquerdismo. 
Até quando isso vai continuar? E como sabemos a violência é nosso principal problema. Mas a bandidagem vem lá de cima, eis o problema. Como sempre o povo nunca é ouvido, elegemos representantes para afrontarem à vontade popular. Vade retro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário