Governador de S. Catarina quer mandar até na Igreja Católica - Rafael Brasil

Tenho me sentido em um campo minado", diz governador de SC, Carlos ...


Recebi de um amigo lá de Florianópolis uma notificação, ou melhor seriam uma ordem, do governador de Santa Catarina, um tal de Carlos Moisés da Silva, que acha que foi elevado a cardeal da Igreja Católica pelo Papa Francisco, estabelecendo normas litúrgicas aos fiéis.
Ele quer que as hóstias devidamente embaladas, tudo pelo combate ao corona vírus, afinal estes pulhas sempre estiveram muito preocupados com a saúde do povão.
Assim diz a nota governamental: Art. IV - Nos cultos em que houver celebração da ceia com partilha de pão e vinho, ou celebração de comunhão, os ELEMENTOS somente poderão ser partilhados se estiverem embalados para uso pessoal.
É isso mesmo, os tiranetes estaduais estão fazendo de tudo para tirar o que resta de liberdade do povo, como disse, tudo pelo combate ao coronavírus.
Hoje mesmo vi estarrecido uma prisão de um jovem dono de uma lojinha no Piauí sendo violentamente preso por policiais fortemente armados, e algemado, porque abriu a loja para trabalhar. Depois este pobre homem teve um ataque de epilepsia, quase morrendo no meio da rua, sob os olhares da população apavorada.
São estes pulhas que chamam o presidente de autoritário , dentre outras coisas, enquanto se aproveitam da crise para roubar, afinal o dinheiro vem sem obrigação de licitações. Como disse Roberto Jefferson, com licitações já roubam, bastante e impunemente, agora a festa com a doença e com a repressão violenta ao cidadão comum que paga os impostos.
Governadores e prefeitos, com o aval do STF, sempre ele a acobertar criminosos, fazem de tudo à revelia do presidente da república, que paga a conta e nada pode fazer. A respeito, preparam uma facada no governo a pretexto de pagar as contas dos estados e municípios, inviabilizando a economia quebrando mais o país, um absurdo.
Ninguém que dizia defender os direitos humanos dá um pio. Afinal, só nos estados totalitários houve a intromissão quase completa do estado na vida dos cidadãos e das igrejas. Mas essa turma dos direitos humanos tem partido claro. O partido dos bandidos de sempre, que quase quebraram à nação, e a corromperam quase por completo, sobretudo a corrupção da inteligência, como sabemos. Vade retro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário