Resultado de imagem para governadores contrbolsonaro na questão do icms da gasolina


Uma penca de governadores, da esquerda ao centrão deram piti contra Bolsonaro o acusando de irresponsabilidade quando o presidente os desafiou a baixarem o ICMS sobre combustíveis para baixar o preço ao consumidor. 
Na verdade, fez bem o presidente ao desnudar a questão tributária do país, afinal só o governo federal paga o pato do aumento e preço sempre alto dos combustíveis, mais especialmente do diesel e gasolina.
Desde que me conheço por gente que ouço falar em reforma tributária, neste ínterim os impostos sempre aumentam. Trabalhamos 150 dias por ano para sustentar este estado perdulário governado por incompetentes, geralmente corruptos e quase inimputáveis. Não fosse a lava jato a coisa estaria bem pior, mas eles lutam duiturnamente para continuar a roubalheira e irresponsabilidade social.
Certa vez Ives Granda Martins, um dos grandes juristas e tributaristas do país disse não entender a estrutura tributária do país. Uma verdadeira zona, sem querer esculhambar com os cabarés, claro.
Ao desafiar os alcaides estaduais, o presidente na verdade fez política, a boa política. Informar ao povo sua submissão e mesmo escravidão ao estado que cobra impostos escandinavos e oferece serviços africanos. E apontar para a discussão de uma verdadeira reforma do estado, incluindo, é claro a reforma tributária.
A carga tributária explodiu com a chamada nova república, depois da constituição dita cidadã de 88. Roberto Campos dizia desde àquela época que não tínhamos o que redistribuir sem ter. Em poucas palavras, sem crescimento, geração de riqueza, teríamos a estagnação do baixo crescimento e socialização da miséria. E foi isso que aconteceu. O povo mais pobre, as grandes cidades em pandarecos, o estado falido e a violência explodindo.
Estes governadores na verdade estão também fazendo política e baixa política. Sabem que tem que enxugar o estado colocando-o realmente a serviço dos mais pobres. Como sabemos, os pobres sustentam os marajás de todos os entes federativos. É isso que essa gente defende, ou seja o mais do mesmo. Que se phodam.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem