Resultado de imagem para charges sobre o centrão


Esta semana foi muito importante para a agenda liberal na economia. O congresso votou com ampla margem, as medidas que destravam as relações de trabalho e a burocracia no país, é o que conhecemos pelo chamado custo Brasil. Ótimo, o país precisa, há décadas do liberalismo econômico, ou seja, o velho e bom capitalismo, cujo principal entrave aqui por esta bandas é o estado patrimonisliata, como diria Raymundo Faoro.
Porém, como moeda de troca, o congresso aposta no fim da lava jato, dificultando o máximo às investigações. Afinal, a maioria dos congressistas, sobretudo os da esquerda, estão metidos em escabrosos casos de corrupção, endêmica na era petista. E claro, tem os outros que não ficam atrás, sobretudo os do chamado centrão. Ontem mesmo vortaram uma lei cmamada de abuso de autoridade para coibir a ação da polícia e da justiça contra maganos, sejam empresários, políticos e magistrados, estes ainda a serem pegos, daí a resistência dos chamados tribunais superiores. Não é por menos que esta lei foi copmandada por gente como renan Calheiros, o cangaceiro da corrrupção, há décadas no topo do p0der, em vários governos.
Agora a atenção da população deve ser no senado, onde está se formando um grupo para forçar a CPI da lava toga, com vários pedidos de impeachment contra ministros, mais do que simples meliantes. Afrontam toda  nação revoltada com medidas atenuantes para criminosos, sobretudo os que os colocaram nos seus respectivos postos. Aí é que deve entrar a população, não só através das redes sociais, mas nas ruas. 
Aliás só o povo nas ruas que tem mudado o jogo,  senão nem a reforma da previdência teria passado, ou mesmo o preço a ser cobrado pelo congresso seria a desmoralização total do governo com a volta do loteamento de cargos. Logo a reforma da previdência será ratificada pelo senado, que aponta para uma nova e necessária reforma, a tributária. Bem, menos mal, como as reformas são necessárias desde anteontem, bom para o país. E o povão nas ruas deve não só dar apoio à lava jato, mas ao pacote contra a violência do ministro, odiado pela cleptocracia, Sérgio Moro. Que Deus ajude o Brasil, mas o povo deve estar sempre atento. Afinal precisamos de muitas reformas ainda e depois da agenda econômica, precisamos de uma boa reforma política e partidária, mas isso é outro assunto. A conferir.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem