Adiós, Eletrobras - COM o ANTAGONISTA

Adiós, Eletrobras

A privatização da Eletrobras evitará o uso político da empresa. Colocará fim, por exemplo, ao financiamento do projeto da hidrelétrica de Tumarín, na Nicarágua, orçado em mais de 1 bilhão de dólares.
O projeto, que não prevê qualquer benefício ao Brasil, incluía uma sinistra sociedade com a Queiroz Galvão através de uma offshore no Panamá.
Meses atrás, o TCU chegou a suspender repasse de 100 milhões de dólares ao projeto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário