NAZISMO E COMUNISMO - POR OLAVO DE CARVALHO

Resultado de imagem para olavo de carvalho


Por mais repugnância que o nazismo nos inspire -- e toda repugnância, no caso, só pode pecar por modéstia --, não faz sentido nenhum, exceto como truque de propaganda comunista, atribuir a ele a culpa predominante pelas tragédias sangrentas do século XX, se sabemos que, quando Hitler subiu ao poder, o regime soviético já havia liquidado pelo menos vinte milhões de pessoas, e sobretudo que a II Guerra, no total, fez menos vítimas do que o comunismo produziu, em tempo de paz, entre as populações que ele mesmo governava. Na verdade, tanto o fascismo italiano (que em matéria de violência genocida não é páreo para os outros dois) quanto o nazismo alemão nasceram de divisões internas do movimento revolucionário e inspirados por idéias essencialmente socialistas, como seus apologistas e seus críticos, na época, reconheciam unanimemente -- o que significa que, sem a Revolução Russa, provavelmente nem teriam vindo a existir. Se, desses regimes, algum merece o título de "o mal absoluto", é sem dúvida o comunismo, não só por ter levado à máxima perfeição o totalitarismo genocida, que o nazismo se esforçou para imitar e do qual o fascismo italiano permanceu amplamente distinto, mas por seu potencial de expansão global ilimitada, que movimentos nacionalistas como o fascismo e o nazismo jamais poderiam ter.

Nenhum comentário:

Postar um comentário