Notícia Publicada em 27/10/2015 21:23 

Em entrevista a O Financista, economista avalia que o histórico do país é um risco para o controle dos preços

Segundo Monica, a aceleração recente da inflação não foi só um reflexo do ajuste para os preços que estavam congelados (Reprodução/ Youtube)
Segundo Monica, a aceleração recente da inflação não foi só um reflexo do ajuste para os preços que estavam congelados (Reprodução/ Youtube)
SÃO PAULO – A inflação hoje é um problema muito maior do que muita gente quer reconhecer, avalia a economista Monica de Bolle em entrevista a O Financista nesta terça-feira (27) durante o Brazil Summit, evento promovido pela revista The Economist, em São Paulo.
Segundo ela, a aceleração recente da inflação não foi só um reflexo do ajuste para os preços que estavam congelados. “Temos uma inflação subjacente que está acelerando gradualmente. E esse é um processo que deve continuar, a não ser que se pense numa âncora fiscal e monetária”, explica.
Além disso, Monica pondera que o histórico de inflação do país ainda é recente e estimula o descontrole dos preços. Para ela, essa "indexação informal" retomou com muita força no Brasil, principalmente "a partir do momento que você começou a ter, não só inflação persistentemente elevada, mas batendo na casa de dois dígitos como a gente está vendo agora”.
Veja abaixo a segunda parte da entrevista:
Veja também:

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem