Obras abandonadas no Parque da Macaxeira já consumiram R$ 5,5 milhões, revela Priscila Krause - DO BLOG DE JAMILDO


PUBLICADO EM 24/04/2015 ÀS 16:20 POR  EM NOTÍCIAS
Priscila visita o parque Fernando Lyra, na Macaxeira
A deputada estadual Priscila Krause (DEM) fiscalizou no início da tarde desta sexta-feira (24) as obras abandonadas de dois equipamentos públicos que já deveriam compor o Parque Urbano da Macaxeira – Fernando Lyra: a Biblioteca Multimídia e a unidade do Expresso Cidadão.
“A ordem de serviço para a execução do contrato 014/2013, que contempla a construção dos dois equipamentos na unidade principal da antiga Fábrica da Macaxeira, foi assinada em junho de 2013 e registrava março de 2014 como prazo para conclusão. Quase dois anos depois, no entanto, não se vê movimento no canteiro. De acordo com acompanhamento da deputada no Portal da Transparência do governo estadual, já foram desembolsados R$ 5,59 milhões dos R$ 6,07 previstos para a totalidade da ação. Todos os desembolsos foram realizados em 2013 e 2014”, reclamou.
Segundo Priscila, que vai solicitar uma audiência com o secretário estadual das Cidades, André de Paula – empossado em janeiro -, em prol do destravamento dos serviços, as duas intervenções são fundamentais para dinamizar o Parque, projetado no intuito de promover a cidadania na região da grande Casa Amarela, uma das mais populosas e socialmente necessitadas da capital pernambucana.
“O nosso acompanhamento registra que financeiramente a Secretaria cumpriu com os repasses, mas no canteiro de obras é nítido que faltam muitos serviços, isso é preocupante”, registrou. Priscila colocou que a Biblioteca Multimídia será ainda mais útil porque no entorno do Parque estão localizadas três escolas da rede municipal: a Rozemar de Macedo, a Diácono Abel Gueiros e a Presbítero José Bezerra.
O contrato 014/2013, firmado entre a Secretaria das Cidades e a Processo Engenharia Ltda., teve seu último aditivo publicado no Diário Oficial do Estado em 20 de janeiro deste ano, adiando a conclusão dos serviços para 25 de fevereiro deste ano.
O projeto prevê que a biblioteca terá 2 mil metros quadrados, contando com sala para leitura de periódicos, videoteca, sala de informática e midiateca.
Já o Expresso Cidadão foi planejado para ocupar uma área de 1,8 mil metros quadrados, abrigando postos de diversos órgãos púbicos como Compesa e Serasa. O Parque Urbano da Macaxeira já conta com uma Escola Técnica Estadual, inaugurada ano passado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário