TUDO NA MESMA - RAFAEL BRASIL


Segundo as pesquisas, o quadro político se estabilizou no primeiro turno. No segundo, teremos outra eleição. O tempo na televisão vai ser o mesmo, e as mentiras mais do que cabeludas do PT poderão ser facilmente desmascaradas. Afinal, o PT agora é vidraça, e como tem coisa ruim para mostrar! Corrupção deslavada, aparelhamento do estado, péssimo gerenciamento em todos os setores, da saúde à educação, sem falar na infraestrutura e muitas outras coisas mais. Trata-se do governo mais medíocre da história republicana. Que se sustenta nos programas assistencialistas dos mais pobres, e com instrução mais do que precária. São as pessoas que vivem essencialmente no reino das necessidades mais básicas. Votam racionalmente, claro, mas com o estômago. É preciso desmontar a farsa de que Marina vai acabar com tais programas, e desfazer o mito de que foi Lula que criou estes programas sociais.
Só um incompetente na oposição perde esta eleição. O PT fará de tudo, já está fazendo o diabo, como disse a presidente que não daria para ser secretária de Brejão. Com todo o respeito pela pequena cidade do nosso agreste. As mentiras devem ser didaticamente denunciadas, e o governo amplamente desmascarado.
Se Dilma ganhar, de qualquer jeito será o fim do petismo, pois eles são anacrônicos por natureza.  Terão que administrar o caos criado por economistas atrasados e incompetentes. Marina deu bons sinais na economia, acenando pela racionalidade, sobretudo em relação à independência do banco central, medida  tomada por Lula, quando manteve Henrique Meirelles no comando do banco na maior parte de seu governo. Que teve êxito pela continuidade dos marcos econômicos herdados do governo Fernando Henrique. E Lula ainda veio com aquela história de “herança maldita”. Herança maldita vai receber o pobre diabo que vai governar este país. Se for Dilma, iremos juntos com o que restar do petismo, de ladeira abaixo.  Aí, salvem-se quem puder. Se Marina fizer o bom dever de casa da velha e boa politica, fará uma boa coalizão em torno de idéias e pode fazer um bom governo. Pior do que está, não pode ficar, assim diria, o grande filósofo Tiririca. A respeito,  Tiririca seria bem melhor do que Dilma. Alguém honesto, devidamente informado discorda?


CAMPANHA ESTADUAL


Parece que já está decidida. Armando Monteiro passou toda sua carreira política pavimentando o cargo de governador. Foi atropelado pela queda e morte de Eduardo Campos, como ademais todo mundo político. Como líder empresarial se entregou ao petismo, andando ao lado de gente como Humberto Costa e João Paulo, que foram beijar a mão de José Dirceu na penitenciária da Papuda. Humberto Costa sobe à tribuna para defender a negociata da refinaria de Passadena. Realmente, são “grandes políticos”.
Lembro-me bem que o senador governista Humberto Costa espumava de raiva ao acusar Marco Maciel e companhia, de corruptos. Para dizer o mínimo. E “acusava” Roberto Freire de ser aliado das classes dominantes, dentre outras idiotices. Como é bom um dia atrás do outro, como bem diz o velho ditado popular.


Paulo Câmara é o poste de Eduardo, catapultado pela trágica morte do ex governador. Não voto em nenhum dos dois. Nem nos senadores. Um é petista. Outro é qualquer coisa. Nunca tivemos quadros tão medíocres na política. Quem duvida?

Nenhum comentário:

Postar um comentário