Dragon V2: a tecnologia que pode finalmente livrar a NASA do programa espacial russo


Dragon V2: a tecnologia que pode finalmente livrar a NASA do programa espacial russo

Revelada ao público na quinta-feira, a Dragon V2 é uma das concorrentes ao uso pela Nasa (Foto: SpaceX)
Revelada ao público recentemente, a Dragon V2 é uma das concorrentes entre empresas privadas a ser adotada pela NASA para transporte espacial (Foto: SpaceX)
Por Tamara Fisch
A NASA, agência espacial dos Estados Unidos, está em busca de uma nave fornecida por uma empresa privada americana para substituir a Soyuz, de fabricação russa, que está em uso atualmente para o transporte de astronautas e carga para a Estação Espacial Internacional e vice-versa.
A Dragon V2, uma nave da empresa privada americana SpaceX, revelada ao público na quinta-feira (29), pode ser o caminho para longe da Rússia.
Desde 2011, quando a NASA aposentou seu último ônibus espacial, os astronautas americanos dependem do equipamento russo para entrar e sair da atmosfera terrestre. O custo disso é de 71 milhões de dólares por astronauta.
Os Estados Unidos afirmaram querer que uma companhia nacional privada assuma a responsabilidade por esse transporte até 2017. Para isso, o governo tem distribuído incentivos, mas o avanço do processo está lento, pois o Congresso não concedeu à NASA a quantia solicitada para completar o empreendimento.
A gigante de aeronáutica Boeing, associada de longa data da agência espacial americana, também está na disputa pela tarefa. Para concorrer, as fabricantes devem criar uma nave com capacidade para pelo menos quatro pessoas e com alguns elementos de segurança pré-determinados.
Especialistas dizem que é de suma importância que esse processo seja concluído logo para que os Estados Unidos possam se afastar da Rússia, dada a crescente tensão política entre os dois países, agravada mais recentemente pela anexação da península da Crimeia ao território russo.
O histórico da SpaceX com a NASA é motivo de otimismo para a Dragon V2. A empresa já realizou com pleno êxito quatro missões de carga à Estação Espacial Internacional, durante as quais entregou suprimentos e trouxe volta experimentos e equipamentos antigos.
Abaixo, uma animação mostra como a Dragon V2 efetua o transporte de até sete astronautas para a Estação Espacial Internacional e de volta para a Terra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário