Armando Duarte e seu governo em Caetés.


É com alegria que constantemente ouço falarem bem do governo Armando em Caetés, minha terra em Pernambuco. Vocês sabem que raramente elogio um político no blog. Aqui essa turma canta fino. E com merecimento, diga-se, já que a classe em si é comumente tida como corrupta, interesseira, suja, mal-intencionada. Mas há exceções, é óbvio! E ouço que Armando Duarte está sendo um destes casos em Caetés. Em poucos meses de governo, dizem meus contatos por lá, o homem já fez mais do que fizeram durante todo o governo passado, aquele verdadeiro furacão Katrina sem chuva que arrasou Caetés. 

E o melhor de tudo: Armando estaria devolvendo a esperança do povo, coisa que lhe foi tirada por políticos inescrupulosos. Já conseguiu um maquinário decente para o município, livrou os estudantes dos nefastos paus de arara, um péssimo emblema, um símbolo de Caetés durante décadas, pôs merenda nas escolas com fartura, forneceu material escolar gratuito aos pequenos, cuida bem dos funcionários e do homem do campo, mantém casa de apoio em Recife, batalha por investimentos e livrou Caetés de um grupo de perseguidores contumazes e os pôs em seus devidos lugares. 

Não vou me estender em mais aspectos positivos do governo Armando, mas dizem que a lista de bondades é extensa. E Caetés foi durante muito tempo um pequeno local dominado pelas forças do caos, ou, como disse Fernando Lyra, pela ''vanguarda do atraso. Isso começou a mudar, felizmente. E Armando tem um grande potencial. Se continuar pensando no povo de Caetés, fará um grande governo e deixará um legado importante para um lugar tão pobre e abandonado como tem sido o velho Caetano. Não gosto de elogiar políticos, pois geralmente o libertador de hoje torna-se o algoz de amanhã, mas Armando até aqui tem feito um bom governo. Soube que sua administração já angariou grande parte da oposição da cidade, adesistas que são, para o seu lado. É preciso haver oposição para contrabalançar a situação. Cidade pequena, a sobrevivência é regra primária e a política fica em segundo plano. A adesão é comum.

Torçamos para que tenhamos muito mais a elogiar nos próximos anos! Caetés merece! 

Foto: Rafael Brasil, Armando e Gordo.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem