COLUNA DE CLÁUDIO HUMBERTO

domingo, agosto 25, 2013

COLUNA DE CLAUDIO HUMBERTO

“Isso é precarização do trabalho”
Senadora Ana Amélia (PP-RS) sobre a exploração de médicos pela ditadura cubana


TSE AVALIARÁ PODER ILIMITADO DE MENSALEIRO NO PR

Políticos filiados ao Partido da República decidiram questionar no Tribunal Superior Eleitoral o poder ilimitado do deputado mensaleiro Valdemar Costa Neto (SP). Ele é secretário-geral, mas age como dono do PR: os diretórios regionais são apenas comissões provisórias e os presidentes, nos cargos precariamente, são obrigados a assinar procuração concedendo-lhe poderes de votar e decidir em nome deles.

PARTIDO DE BOLSO

Valdemar Costa Neto é acusado de usar as procurações para forjar até mesmo reuniões de colegiados como a executiva nacional do PR.

PARTIDO DO ‘EU SOZINHO’

Dirigente do PR que divirja do dono do PR fica sujeito a destituição em “decisão coletiva” de um homem só: o mensaleiro Valdemar.

SOB AMEAÇA...

Valdemar ameaça quem sair do PR com a filiação do ex-governador do DF José Roberto Arruda, como Garotinho, líder do partido na Câmara.

...DE PERDER MANDATO

Garotinho, Magno Malta (ES) e Ronaldo Fonseca (DF) podem sair do PR – tem dito Valdemar – “mas o mandato deles continua sendo meu”.

RENAN ALCANÇA META AMBICIOSA DE ‘DOMAR’ DILMA

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), uma das mais hábeis raposas da política brasileira, conquistou o que nem mesmo aquelas mais experientes, como o senador José Sarney, conseguiram: “domar” a enfezada presidente Dilma. Ele já celebra os primeiros êxitos: Dilma concordou em recebê-lo semanalmente, ao lado ou não da cúpula do PMDB, e prometeu observar os “conselhos” do senador.

OBEDIÊNCIA

Para testar sua nova influência, Renan sugeriu a Dilma uma visita ao Congresso. Ela topou na hora: e marcou para esta terça-feira (27).

LULA AJUDOU

Aliados dizem que Calheiros convenceu o ex-presidente Lula, em recente encontro, a ajudá-lo na tarefa de tentar “domar” a presidente.

SINAL VERDE

Ao retribuir a visita de Renan Calheiros, dias atrás no Senado, Lula contou que, conforme prometera, Dilma estava “pronta”.

ACORRENTADOS

Sete médicos e um enfermeiro cubanos nos EUA processam Cuba, Venezuela e a estatal PDVSA por “escravidão moderna” em troca de petróleo, em acordo com o finado Chávez. Se a moda pegar...

A LUTA CONTINUA

Ex-prisioneiro de consciência da Anistia Internacional, o médico cubano exilado político nos EUA, Darsi Ferrer, quer participar com entidades médicas brasileiras da luta contra a contratação de médicos cubanos. Ele foi preso e torturado por denunciar as condições de Saúde na ilha.

SÓ APLAUSOS

Traumatizada com as vaias recentes, a presidente Dilma agora decidiu restringir a entrada em eventos públicos a políticos credenciados, que garantirão os aplausos. Manifestantes, só se for bem atrás das claques.

MINHA BOLA, MINHA VIDA

Os patrocínios da Caixa a clubes de futebol atingiram R$ 40 milhões em seis meses: entre eles, o Avaí do Paraná, terra da ministra Gleisi Hoffman (Casa Civil), o Figueirense, o Chapecoense e o Bragantino.

VAI CHEGANDO

A dispensa do exame Revalida para os médicos estrangeiros abre a brecha para a contratação dos brasileiros, dispensados do visto temporário que, apesar de mais ágil agora, ainda demora um mês.

MELHOR ASSIM

O governador cearense Cid Gomes (PSB) decidiu não lançar candidato à sucessão. Após o escândalo de desperdício de dinheiro público com especiarias e mordomias, qualquer postulante evitaria seu apoio.

FLERTE

Mal naufragou a sigla MD, que nasceria da fusão com PMN, o PPS já flerta com o Partido Solidariedade, em vias de criação pelo deputado Paulinho da Força Sindical (PDT). Difícil é o novo partido aceitar fusão.

PLANO DE VIDA

O Superior Tribunal de Justiça garantiu homecare a cliente da Amil, mesmo sem cobertura, por tratar-se de tratamento continuado. Se a moda pega, os planos, que aumentaram o preço, vão chiar de novo.

PENSANDO BEM...

...o ministro Mercadante (Educação) anunciou a importação de professores cubanos para ensinar espanhol aos clientes dos médicos.


PODER SEM PUDOR

NA DÚVIDA, O PAI DECIDE

Traumatizado com uma derrota para a Prefeitura de Curitiba, Jaime Lerner hesitava em assumir nova candidatura, em 1988. Resolveu consultar o pai, seu Félix, então com 83 anos, a quem jamais desobedeceu. Discutiram longamente, Lerner contou que outros candidatos desistiram em seu favor, mas o pai concluiu que havia pouco tempo para a campanha: "Desista".

- O que eu vou dizer ao partido?

- Diga que eu não deixei - encerrou seu Félix.

Pela primeira na vida, Lerner não obedeceu ao pai. E venceu a eleição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário