Eduardo esteve na crista da onda midiática, pelo menos esta semana que passou, podemos dizer assim. Apareceu falando, dando entrevistas, em reuniões com empresários, pecuaristas, e com o povo de uma forma geral. Nessas falas com a imprensa, deixou entrever que agora está compreendendo o projeto de hegemonia do PT no Brasil , com vieses autoritários e que a principal preocupação do grupo dominante, é manter o poder. A qualquer custo,ou o que for possível. Seguindo suas próprias palavras, "eles vão tentar ganhar a todo o custo as eleições e depois vão atacar as oposições dos estados". Direitinho como fizeram com Jarbas, com a óbvia complacência do próprio Eduardo, que o humilhou nas urnas, como todo mundo sabe. Restou a Jarbas o resto de mandato de senador, e depois a adesão ao próprio Eduardo, como forma de sobrevivência política. Também, digamos, ideologicamente falando não existem diferenças básicas entre os dois. A rigor nunca existiram. Mas o fato de o candidato Eduardo reconhecer  o projeto hegemônico petista, é que o mesmo está se aproximando das oposições. Bom para Eduardo e para o Brasil. Chega de petismo. É preciso desmascarar esta gente perante o povo. Que até agora não sentiu o descalabro da economia. O povo brasileiro, desinformado como é, age como marido traído. É o último a saber, ou seja. Só se manifesta quando sente no bolso, ou quando recai sobre ele o fantasma do desemprego. 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem