PAPO FURADO DE EDUARDO



Eduardo Campos diz não estar preocupado em eleições municipais. Papo furado. Ele está preocupado com qualquer eleição, e doido para ganhar em todas, pois se diz um político inteiramente profissional, ou seja, pensa em política 24 horas por dia. Particularmente não gosto dele por sua postura de coronel. Um coronel mais modernoso, digamos assim, mas um coronelzinho do asfalto, como outro qualquer. Pegou o estado em curva ascendente, com os problemas fiscais praticamente resolvidos por Jarbas e a turma do antigo pefelê. Além do mais, teve seu primeiro mandato catapultado pela estabilidade da economia nacional e pela então ascendente economia mundial. 

MODELO DE GESTÃO

O tão propalado "modelo de gestão" do governo eduardista é marqueting puro. Na educação, amordaçou o movimento sindical com as ditas escolas de referência, onde os professores não podem nem abrir o bico, e as diretoras voltaram a ser indicadas por políticos, um verdadeiro retrocesso. Com toda a propaganda, os índices de melhoramento da educação estão quase na mesma, com parcas indicações reais de desenvolvimento. Adotou a chamada educação do amor, do instituto Modus Faciendi, cuja validade é questionada por todos os educadores mais sérios do país. Ademais, é considerada por muitos como uma enrolação nada mais do que ridícula, e não melhorou em nada o processo de formação dos professores, e o pior: Aumentou a burocracia. Hoje os professores não tem tempo de estudar os conteúdos, pois é tanta burocracia que não sobra tempo para nada. Talvez a única coisa interessante foi a melhora da merenda.

PROTAGONISMO NACIONAL

Espero que nosso novo ACM nunca decole em termos nacionais. O que o Brasil precisa é de um grande político, não mais um coronelzinho travestido de modernoso, com ternos bem cortados e cabelos permanentemente engomados com gel. Como todos os governadores mortais, sua influência vai diminuindo na mesma proporção em que se mandato termina. Logo, como ocorre naturalmente, muitos ratos já vão abandonando o navio. 

PEDRA NO MEIO DO CAMINHO

Ciro Gomes é a pedra colocada no caminho de Eduardo por LULA. Como sabemos, Ciro é um encrenqueiro, e que pode ser utilizado por Lula pra diversas ocasiões. Ele também pode pelo menos fingir querer ser candidato. Aí é que a coisa poderá ficar feia para Eduardo\. O resto é marola

Nenhum comentário:

Postar um comentário