Cuba começou o processo de demissão de meio milhão de trabalhadores do serviço público nesta terça-feira. A medida é uma das principais reformas do presidente Raúl Castro para impulsionar a economia da ilha comunista que anda combalida desde a ruína da URSS.
Durante muitas décadas, Cuba foi e ainda é um estado parasita, sobrevivendo da remessa de dinheiro dos mais de 2 milhões de cubanos que vivem nos EUA. Vejam que coisa: um Estado que subsiste graças às suas vítimas.
Sempre que leio sobre Cuba, lembro-me do finado Saramago que decidiu romper com o regime castrista após os tiranos da ilha terem fuzilado 3 jornalistas em 2006. A lógica de Saramago era igual à estrada de Santos: o regime matou 100 mil cubanos e Saramago, García Márquez e outros ficavam reticentes, quietinhos. Quando chegou a cem mil e três, aí ele não gostou? Que é isso?
Na foto acima vê-se Fidel, depois que aderiu ao socialismo soviético e Nikita ( não a do Elton John), o Kruchev.

2 Comentários

  1. O COMUNISMO FALIU, QUEBROU NA EMENDA!!! SÓ OS IRMÃOS CASTROS NÃO SE APERCEBERAM DESSA CATÁSTROFE, DA SÍNDROME DO "FALTA TUDO" QUE ATORMENA AQUELA ILHA E OS CUBANOS COMO UM TODO.

    ResponderExcluir
  2. êita Guerrilheiro de ARAQUE,agora estais a criticar os CASTROS hein,que mudança.
    Falar de comunismo atualmente é ridículo,hoje a globalização e a tecnologia de ponta(cibernética,nano-tecnologia,genética,robótica...)não tem mais essa de comunismo-democracia...isso é conversa pra boi dormir.
    Mais voltando ao assunto Che leva vara como está seu blog de culinária? soube que você anda pegando aulas com a Ana Maria Braga é verdade?.
    O debate mundial é outro amigo pedinte,hoje falamos de:OMC;meio ambiente;crescimento econômico;liberdade religiosa;tecnologia de ponta;armamentação...
    Cuba só não voltou ao livre mercado solamente pelo embargo americano.
    Paulo Preto/Jucati

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem