É chato, mas Bolsonaro estava certo - Rafael Brasil


 É chato, mas Bolsonaro estava certo na preocupação da pandemia e da economia, aliás não só ele, mas um grande número de cientistas renomados que apontavam que a política de lockdwn era um grande eqívoco, o que hoje é quase consensual, inclusive nas reviravoltas das previsões e conselhos da aparelhada pela China Organização Mundial de Saúde, OMS.

Bolsonaro enfrentou muitas tempestades políticas e governou dentro do que o famigerado STF delimitou. Na logística e no envio de dinheiro, surrupiado pelos germes resilientes porque impunes da corrupção de sempre. Eetes agentes avaliaram que com a crise ciaria a fome o desespero e a revolta popular, em outras palavras apostavam no caos, econômico e depois político. 

Quebraram a cara, afinal o programa de Paulo Guedes foi de uma eficiência notável, em todos os sentidos e o Brasil está saindo da crise com o mais importante: A agenda de reformas sem as quais o país não sai do lugar, e o povo ficaria como sempre refém da pobreza, mesmo morando num país extremamente rico. E o andamento das reformas, pode começar a destravar nossas forças produtivas, como diria o velho Marx, impulsionando o que nunca tivemos, um genuíno capitalismo.

E como como sempre falei, o Brasil depois precisa de uma radical reforma do judiciário, mas isso só com pressão popular. E o presidente para ser realmente um estadista teria que liderar esta reforma. Mas a pressão tem que vir do povo, então teremos que nos mobilizar , afinal o presidente não pode ficar só. Enfim, só as forças do atraso querem manter o status quo de violência e impunidade. E estas forças o povo já sabe quem são.

O povo tem que se mobilizar, reforma do judiciário já! - Rafael Brasil






 Bolsonaro está sendo um grande presoidente, porém ainda não um estadista. Um estadista de verdade faria uma radical reforma do judiciário, afinal o Brasil tem sede de justiça. Chega de garantias para ricos e até remediados. Chega de conluio como o crime e os criminosos. Simplesmente não dá mais, e a solução é democrática, e isso só com mobilização e pressão popular.

São inumeráveis as mordomias do judiciário, e todo este ativismo político das altas cortes, é justamente para encobrir terríveis falcatruas e jogos de influência nos tribunais, sobretudo os superiores, em conluio com a cleptocracia política. A citação de nomes como Toffolli , Barroso, Gilmar Mendes e tutti quanti em delações premiadas e em negócios mais do que escusos de enriquecimento ilícito, é mais do que claro, nas obscuras, mais do que obscuras negociatas de Brasília.

Enfim que o povão tome ciência do âmago do problema Brasil: O judiciário, aliás há mais de trinta anos escrevo a respeito e depois do que vejo agora, sei que esta é mesmo a mãe das reformas, sem as quais o povo brasileiro ficará sempre na pobreza e desesperança. E quem quer a pobreza e desesperança?

Popularidade de Bolsonaro dispara - Rafael Brasil








 Muitos babacas e esquerdistas ressentidos e invejosos diziam que 70% do povo rejeitavam o governo. Ao contrário, entre ótimo e bom e regular, o presidente está com 70% de aprovação, o que deve provocar muitas bílis e choradeira da esquerda que se achava dona da vontade popular.

E o melhor dessa pesquisa é que o presidente está cada vez mais popular no Nordeste, região que a esquerda se achava dona do pedaço. E é no Nordeste que o presdidente vai investir muito mais, aliás com a posibilidade da reeleição de Trump e com as reformas no Brasil muitos investimentods poderão vir para a região, como a substituição das cadeias produtivas da China para a América Latina, uma possibilidade já que a aproximação do Brasil com os Estados Unidos, é um dos pilares da nova política externa, se aproximar de nações ricas e democráticas.

Fico feliz porque o Brasil , claro, pode dar certo, basta uma liberada na economia. E é o que está acontecendo com o andamento das propostas reformistas que devem ter maior aceitação com os acordos políticos no congresso, e ademais, a popularidade do presidente poderá trazer dividendos a quem o apóia, e simplesmente político não entra na onda de abraçar afogados.

Felizmente resta aos esquerdistas o choro, que ademais é livre. E de nada adiantou estas narrativas de discurso de ódio e outras baboseiras, afinal o que existe de bom, no governo é o seguimento da vontade e sentimentos populares. Paz trabalho e segurança, esta é a luta do sofrido povo brasileiro dominado há tempos por elites que sempre sugaram o povo e sempre viveram como nababos à custa do estado. Claro ainda estamos longe deste ideal, porém para uma longa caminhada é preciso o primeiro passo.

Trump foi duro com a China - Rafael Brasil





 Com a devida presença do ditador Xi Jinping, acostumado a ouvir sempre sim dos pobres chineses oprimidos pela ferrenha ditadura comunista, TRrump disse alto e bom som que aa culpa do alastramento do vírus é a China, afinal essa é a verdade. Ele disse:

“No começo do vírus, a China fez lockdown em suas viagens domésticas, enquanto permitia voos saindo da China e infectando o mundo", disse o presidente americano.

E continuou:

"A China condenou minha proibição de viagens vindas do país deles, mesmo enquanto cancelava voos domésticos e trancava cidadãos em suas casas. O governo chinês e a OMS, que é virtualmente controlada pela China, falsamente declararam não haver evidência de transmissão de pessoa para pessoa. Depois, falsamente disseram que pessoas sem sintomas não transmitiriam a doença. As Nações Unidas devem responsabilizar a China por suas ações”.

Realmente o problema mundial é mesmo a ditadura comunista chinesa e sua postura agressiva, expansionista e belicista. Compraram a África, estão querendo comprar a Europa, e já tem em mãos países como o Irã, a Argentina e estão de olho é no Brasil com suas riquezas agrícolas. Afinal a China sofre de escassez alimentar e depende da nossa soja assim como a dos Estadois Unidos para prover sua enorme população de alimentos.

Fomenta desordens, como no próprio território norte americano promovendo o terrorismo esquerdista, e aqui no Brasil tenm aliados em vários governos, partidos de esquerda e militares. Por essas e outras a chiadeitra quando da visita do secretário de estado norte americano Mark Pompeo, nesta aproximação do governo com os Estados Unidos, sobretudo na área militar.

O discurso de Bolsonaro também foi ótimo em ressaltar a determinação do governo em fazer alianças preferencialmente com países democráticos, sobretudo nas parcerias tecnológicas. 

Aliás a aproximação do Brasil com os Estados Unidos pode trazer muitos dividendos ao país com a transferência de indústrias da China para o Brasil.Porém é preciso fazer o dever de casa para atrair investimentos que são as reformas liberais na ecopnomia em andamento, sem a agenda reformista nada feito. Vamos acompanhar os acontecimentos, afinal. 

Certamente Trump ganhará a eleição e evitará uma guerra civil nos Estados Unidos, que nunca esteve tão ameaçado pelo comunismo, antes a ameaça vinha de fora. Hoje de dentro com os arruaceiros de esquerda. A conferir.

Chinês pega 18 anos de cadeia por chamar presidente de palhaço - Rafael Brasil


 Um milionário chinês pegou 18 anos de cadeia por chamar Xi Jinping de palhaço. Para a desgraça do milionário ele tem 69 anos, portanto vai passar o resto da vida nma cadeia.

No comunismo era comum o sujeito pegar dez anos de trabalhos forçados por contar piadas sobre membros da alta cúpula do partido, dentre outras barbaridades. Ou seja, na essência comunismo é isso aí, o domínio completo da sociedade pelo partido, verdadeiro detentor do poder.

Aliás a economia do "novo" comunismo chinês se assemelha a do fascismo ou nazismo, quando apesar de existir uma ampla liberdade ecoinômica, todas as fábricas ou unidades econômicas tem um membro do partido a fiscalizá-la. E com  incemento da tecnologia de reconhecimento facial, países como a China tem apertado os controles do estado sobre os cidadãos, ao ponto de venderem apartaqmentos com cãmaras a vigiar eternamente todos os cidadãos, fazendo aflorar a distopia mais famosa 1984 de George Orwell de uma forma cada vez mais alucinante e aterrorizante.

Portanto quem gosta de imperialismo chinês, que fique com ele, aliás comunista adora mesmo ditadura. Mas sempre tentam enganar o povo dizendo-se democrata, aliás mentir é um mantra comunista.

E são esses comunistas que ainda querem posar de democratas e bradar contra o imperialismo norte americano, que dentre outras coisas foi fundamental na luta contra o nazi fascismo e depois o comunismo soviético, este de triste memória e que suas mazelas ainda estão sendo mostradas.

Na China, assim como em todos os países comunistas do presente e do passado, as elites do partido vivem como marajás, protegidos por estupoendos sistemas de segurança e de polícia política. É assim em Cuba e na Venezuala, que agoniza. Afinal comunismo é concentração de poder, político e econõmico nas mãos da oligarquia do partido comunista, o único permitido. O pior é que há quem goste, principalmente na nossa academia. Que vergonha!