Eleição em Recife pode ter direita no segundo turno - Rafael Brasil


 Segundo levantamento do IBOPE em sua mais recente pesquisa, a eleição em Recife pode ter um embate histórico entre a esquerda, no seu tradicional reduto e onde reina a oligarquia da família Arraes, que domina a cidade há décadas, e um candidato de direita, provavelmente a delegada Patrícia. 

Segundo levantamento, João campos lidera com 33%, seguido de Marília Arraes, esta também da oligarquia embora dissidente, com 18%, empatada tecnicamente com a delegada com 16% seguida de Mendoncinha com 13%. 

Com a reta final da campanha, os eleitores de Mendoncinha podem votar útil em prol da delagada, que teria ótimas chances de defenestrar a oligarquia dos defuntos, Arraes e Eduardo Campos, no segundo turno, abrindo uma boa brecha para a eliminação desta nefasta oligarquia que desgoverna o estado há décadas.

Pela pesquisa, a delegada vem crescendo em detrimento de Mendoncinha que vem caindo, esperemos que os eleitores de Mendoncinha devem levar a delegada ao segundo turno onde o jogo é outro.

Pernambuco não aguenta mais ser governado por esta oligarquia, retrógada e corrupta, onde seus integrantes só não estão presos devido à impunidade reinante no país.

 Vamos torcer para que realmente a cidade antes considerada rebelde, não caia novamente nas mãos da esquerda que tanto mal fez ao país e faz ao estado, antes considerado um repositório de bons políticos em nível nacional. E a renovação vem pela direita. Saravá que isto aconteça e o estado se livre de vez destes cprruptos da família Arraes que tanto mal fizeram ao povo e ao estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário