STF: os 11 maiores canalhas fundamentais do Brasil - Rafael Brasil

Veja as datas de previsão das aposentadorias dos ministros do STF ...


Ao começar a ver a excelenmte série da organização Brasil Paralelo sobre as suscintas mas esclarecedoras biografias dos togados do STF, não deixei de lembrar de Nélson Rodrigues, de que há anos sou um fiel fã. Ele tinha o Palhares, uma figura, era o canalha fundamental, na plêiade dos canalhas fundamentais num Rio de Janeiro que outrora era a síntese do Brasil, com exceção do Piauí, que Nélson gozava como o estado mais esquecido do país, o que ainda não deixa de ser uma cvruel realidade, pelo menos para os piauienses.
Pois é: Na maior besteira do século XX, Brasília foi fundada por Juscelino, e o Rio deixou lentamente de ser o Rio, a capital cultural do país, e Brasília passou a ser o suprasumo da canalhice pátria. Se fosse ditador, transformaria àquela coleção arquitetônica de uma feúra totalitária, em um cassimo, o cassino nacional, e mudaria a capital, talvez de novo para o Rio, isto é, se o Rio ainda tiver salvação.
Diante de um oceano de canalhas, e de todos os tipos que pra lá acorrem diariamente, os piores estão no STF. É gente da maior semvergonhice da nação, pois são odiados pelo povo, não só pela mediocridade reinante, mas pela pusilanimidade. E são canalhas que nem podem andar nas ruas, mas de uma soberba que só os canalhas tem. Afrontam diariamente toda nação, com a maior cara lisa,  vivem nababescamente do nosso dinheiro, e se acham portadores de direitos mais do que divinos. Como tenho repetido, é triste ter que falar dessa gente todos os dias, mas parece que atualmente não tem jeito.
Defendem os piores bandidos da nação,  com o pior juridiquês, e ainda posam de intelectuais iluministas, uns heróis que buscam livrar o país do fascismo imaginário. Fascismo imaginário para um público que pensa como eles, nossas elites intelectuais midiáticas, que no fundo detestam o povo.
Na verdade simplesmente não tem vergonha na cara, e é como bem diz meu irmão, quem já viu canalha ter vergonha? Eis a questão: Menos mal que o tal do decano, Celso de Mello, chamado pelo ex ministro da justiça de Sarney Saulo Ramos, um picareta inteligente, claro eles existem, mas não no STF, de juizinho de merda, vai pedir licença, mas sua aposentadoria definitiva vai ser em dezembro. Bom que saia logo, afinal é menos um para atormentar à nação.
Quem sabe com a nomeação de um novo ministro pelo presidente, odiado pelos canalhas da corte, não melhore a situação? Pelo menos vai ter um que atrapalhe os constantes planos antidemocráticos da corte, aliás os mesmos que acham que o país está numa escalada autoritária. Tudo a ver, é como diria Lênin, acuse seus adversários do que você faz, chame-os do que você é. Se bem que Lênin apesar de ser um canalha era um canalha brilhante, o que não é o caso dos 11 desta triste corte. Alguém duvida?

Nenhum comentário:

Postar um comentário