A cloroquina de Pitanga - Rafael Brasil

Bolsonaristas zombam Camila Pitanga por malária falando de cloroquina



Os esquerdistas não são apenas pessoas enlouquecidas mas são loucos mesmo, e isto éstá na raiz do esquerdismo. Só que nos tempos que correm, mais do que sombrios porque dominados pelas loucuras canhotas, a histeria diante de fetiches como o do fascismo imaginário do governo Bolsonaro, tem criado situações hilárias, para dizer o mínimo.
Dia desses, conversando pelo ZAP com um parente próximo nem tão esquerdista assim, disse que o vírus chinês era sapenas uma gripezinha. Irado, mandou um meme de Bolsonaro vomitando, além de impropérios sobre o meu desdém diante de tal ameaça, digamos virótica. Assim como um velho amigo de longas datas, quase chorando, disse odiar Bolsonaro, e ficou me mandando memes ou charges - tão comuns na nossa imprensa que aliás aplaude a censura à imprensa sob o rótulo de fake news - de Bolsonaro travestido de Hitler, com àquele bigodinho, e também mandando vídeos da famosa queima de livros durante a vigência da então terrível ditadura nacional socialista. Ordenou "democraticamente" como convém aos "democratas" revolucionários, um índex de como deveria ser nossas conversas: Nada de política, afinal eu seria um fascista perigoso, e pior: Olavette, afinal para essa gente Olavo de Carvalho é o guru do que eles chamam de extrema direita, mesmo se o sujeito, envergonhado das falcatruas petistas, tenha declarado seu voto ao "moderado" democrata Guilherme Boulos.
Ora pra quem já leu Olavo, sabe muito bem que seu conservadorismo beira à anarquia, afinal em todos os seus escritos ele clama pela liberdade individual contra à opressão de todos os poderes do estado. E nunca fez quaisquer menções a modelos de sociedade, o que ele faz são belas análises políticas e acertou quase todas, enfim, além de seus belos livros de filosofia.
Bem, já havia esquecido a história ridícula da atriz Camila Pitanga, mais uma militante esquerdista no show business, que ao que parece ter pegado COVID, a gripe chinesa, tomou cloroquina, o remédio  "fascista" de Bolsonaro.
Afinal em nome da ciência, este remédio é muito perigoso, pois tem efeitos colaterais mais do que mortais, embora antes era vendido nas farmácias sem receita médica, como um reles melhoral.
Ela tomou cloroquina, mas disse não ter pegado a gripe chinesa, o hoje popular COVID, mas malária, isso em Copacabana na orla marítima do Rio de Janeiro. Afinal, se dissesse que teria tomado o remédio "fascista" seria cancelada pelos amigos do politicamente correto, ora essa.
Tal qual a Pitanga, muitas outras pessoas inclusive médicos, quando doentes, tomam cloroquina escondidos, afinal não tem coragem de encarar seus superiores que cuidam da saúde sempre amparados neste mantra moderno e pós moderno chamado ciência.
E por falar nisso, tenho um primo que mora em Goiás que teve que pegar uma baita briga no hospital público de lá em favor esposa, também acometida da doença, para receitarem o remédio "fascista". Não teve êxito, mas vai arranjar o remédio às escondidas com uma amiga dona de farmácia, fazer o quê? Menos mal que este primo é também um "perigoso fascista".
Enquanto escrevo, muitas autoridades da saúde estão saindo do armário em favor do remédio, dado sua eficácia no início dos primeiros sintomas do mal chinês. Menos mal, mas fica sempre a pergunta: Se comprovada sua eficácia, o que essas pessoas vão dizer? Bem, mentir é um mantra comunista, aí eles arrumam um jeito de botar culpa no "demônio" Bolsonaro, o que aliás já vem fazendo ao dizerem que o presidente é o responsável pelas cem mil mortes em Pindorama, quando nossa "bela e honesta" suprema corte o impediu peremptoriamente de coordenar às ações no combate ao mal que veio da horrenda ditadura comunista chinesa. Ademais para essa gente a China é uma democracia popular, não era assim que chamavam os regimes comunistas de outrora? Tudo a ver.

4 comentários:

  1. Vocês são um bando de malucos pior do que o mito de vocês, toma vocês essa merda de cloroquina, só falam merda,esquerda é a cabeça e os pensamentos que fluem em cabeças de bolsonaristas, tá com nada.

    ResponderExcluir
  2. Esquerda não serve nem pra pano de chão.

    ResponderExcluir
  3. Esquerdistas sempre fora da realidade. Na verdade não sabem nem que são esquerdistas. São manipulados por seus encantadores de esquerda, que vivem comendo caviar nas custas do povo. Idiotas úteis.

    ResponderExcluir