A bandidagem do senado contra a liberdade - Rafael Brasil

Toffoli, AlCUlumbre, Geleia e Bocão marcam encontro em Portugal


Nem nos tempos da ditadura militar houve uma lei de censura. E vejam que naquele tempo não existia internet nem nos sonhos mais , digamos, futuristas. E tivemos senadores, durante a ditadura, afinal o congresso nunca foi fechado, servia apenas para referendar ato da tecnoburocracia militar, mas mesmo assim tinha gente de talento, sobretudo no momento de transição para a democracia.
Assim tivemos senadores como Marcos Freire de Pernambuco, Paulo Brossad do Rio Grande do Sul, Jarbas Passarinho do Pará, Marco Maciel também de Pernambuco, dentre outros. O nível era outro, não esta cambada de ladrões e brucutus ignorantes do tipo de um Alcolumbre, Bandidos como Renan Calheiros, nem figuras ridículas como um Randolfe Rodrigues ou Humberto Costa,só para ficarmos nestes tristes exemplos de safazeza e mediocridade.
Aproveitando-se da pandemia chinesa, estes senhores do obscurantismo e da mediocridade votaram uma lai absurda que quer censurar às redes sociais, simplesmente porque a liberdade das mesmas tem mudado o país, e exposto estas figuras medíocres, para dizer o mínimo, ao conhecimento da população, e suas manobras de corrupção e anti povo.
O senado e o congresso agem em conluio com o STF, que querem ser incriticáveis, como deuses no olimpo da safadeza e corrupção sempre impune. A troca é esta: Senadores querem se proteger do STF, que encoberta suas maracutaias mil, e blindam o poróprio STF contra quaisquer investigações dado que a corte também tornou-se um covil de bandidos, que claro, tem muito a esconder. Em outras palavras, o que querem mesmo é esconder suas safadezas do povo e pior: Punindo quem se atreve a descobrir e publicar.
Agora o tal projeto vai para a câmara de deputados, e esperemos que lá a zoada vai ser maior. E creio, depois da pandemia, que serviu para dar urgência a uma excrescência dessas, sem os debates necessários e como se diz como quem rouba na calada da noite, tudo pode mudar. Aliás, roubar é um mantra para figuras como Alcolumbre, e Rodrigo Maia presidente do senado e da câmara, pela ordem, ambos investigados por corrupção e das brabas.
O presidente disse que vai vetar, e  fazer um referendo ou plebiscito nas redes sociais, o que é uma ótima idéia, para dar voz ao povo. Afinal quem quer o povo desinformado são os ladrões de sempre, e agora de um cinismo sem fim. Mas é pelo voto que depois o povão deve dar a resposta. Estes coveiros da liberdade e da democracia não passarão, mais uma vez. Vão, aliás já estão na velha lata de lixo da história. Mas deviam mesmo é estar na cadeia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário