Presidente e exército respondem ao STF – Rafael Brasil


Mourão vai assumir Planalto por 5 dias por causa de cirurgia de ...


  • Logo depois do ministro Luiz Fux, que juntamente com seus pares do STF acham que podem tudo, o governo, através da secretaria de comunicações, e com assinatura do presidente, do vice e do comandante das forças armadas, refutaram a tese esdrúxula do STF, mais uma vez afrontando à constituição de que o exército não poderia ser o poder moderador, da intromissão e desequilíbrio entre os três poderes.
  • A resposta veio rápida e prontamente, dando um recado que a sociedade quer, ao STF que tem extrapolado ilimitadamente suas funções interferindo, diariamente nos outros poderes apostando no caos e agindo acintosamente contra o governo, politicamente, devemos ressaltar. Afinal ainda nesta semana os ministros através do TSE quiseram derrubar a chapa presidencial sem motivos, com um inquérito simplesmente ridículo e pior: Mantiveram o caso em curso, quando deveriam arquivá-lo simplesmente por absoluta falta de provas.
  • Aliás, no tal inquérito das fake news, completamente ilegal, e que afrontaram todos os princípios das liberdades e garantias institucionais só perseguiram blogueiros e saites a favor do presidente, enquanto a grande mídia age continuamente publicando mentiras contra o governo.
  • Realmente, fracassada a tentativa de golpe parlamentar, agora chegam ao cúmulo de tentarem derrubar o presidente via STF, que precisa ser reformado, ou ter alguns dos seus representantes afastados, para o bem e a pacificação do país.
  • Na verdade precisamos de uma ampla reforma constitucional, e no âmbito, claro uma grande reforma política. Só assim o Brasil se salva da cleptocracia que há décadas assalta o país e deixa o povo na mais abjeta miséria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário