Reforma política já - Rafael Brasil

Resultado de imagem para corrupção politica charges


Desde a chamada redemocratização precisamos de uma ampla reforma política, que Marco Maciel sempre dizia ser a reforma das reformas. Em poucas palavras, nosso sistema proporcional não é representativo, pois são os caciques puxadores de votos que puxam os restantes dos candidatos. Arraes, por exemplo, elegeu um deputado com pouco mais de três mil votos, aqui em Pernambuco, e outras nulidades com sua ampla votação. Um Tiririca, puxa três ou quatro deputados.
Um voto no Amapá, vale mais de uma dezena em São Paulo, por isso nulidades como Alcolumbre, e Randolfe Rodrigues são eleitos.
No sistema proporcional, todos brigam contra todos, tornando as eleições cada vez mais caras, puxando a extrema corrupção do estado, como temos visto. Além disso temos muitos deputados, e o sistema bicameral poderia ser revisto, aliás pra quê senado, com tantas mordomias, e um mandato de oito anos? Pelo menos o mandato devia ser encurtado.
Enfim o voto devia ser distrital puro, tornando a eleição mais barata e mais, digamos fiscalizável. Os estados e municípios seriam divididos em distritos eleitorais e os candidatos concorrendo por distritos. Também, favoreceria a accountablity, ou seja, a prestação de contas dos eleitos aos eleitores, grosso modo. E a mais eficiente fiscalização dos eleitores sobre os eleitos, enfim.
Porém o país sempre vive no limbo da desorganização econômica, com uma federação fajuta de um governo pesadamente centralizado, herança maldita do fascismo getulista, corroborado por uma esquerda igualmente centralizadora e estatista. Além dos populistas e ditos nacionalistas de plantão, inclusive nos governos militares. 
Em outras palavras, a reforma política está no âmago de um novo pacto federativo. Enfim do jeito que está é impossível ao cidadão de bem, pleitear cargos na estrutura política. No sistema atual, só são favorecidos os picaretas, corroborados pelos caciques políticos.
É isso aí. Quando se fala da reforma do estado não se fala em reforma política ampla, geral e irrestrita. Se não acontecer, ficaremos reféns desses picaretas de plantão que tanto infelicitam à nação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário