FHC e Maia conspiram golpe - Rafael Brasil

Resultado de imagem para FHC e Maia reunidos no instituto FHC



Há tempos que a esquerda não se conforma com a vitória de Bolsonaro, e querem porque querem um terceiro turno, juntamente com a mídia esquerdista, com interesses contrariados, academia e Show business e o escambau. A raiva é grande, e com o sucesso do governo chega ao desespero.
Quem imagina Rodrigo Maia como primeiro ministro? Ridículo, um cidadão corrupto até a alma, que nem pode andar nas ruas, nem tampouco frequentar um restaurante, ou mesmo andar num vôo comercial? Conspira, juntamente com gente como FHC, que tira a máscara de moderado esquerdista, para apoiar o que existe de pior na política brasileira.
Aliás , como bem disse Ciro Gomes, que é doido e safado, mas mesmo assim às vezes diz algumas verdades, que Rodrigo Maia não passa de um moleque de recados do petismo. Faz o que eles querem e , claro o tal do centrão.
Fez a jogada devolvendo as carteiras de estudante e milhões de reais ao stalinista PC do B, protela sempre a lei da prisão em segunda instância e o foro privilegiado, ou seja, do que existe de pior no país.
Agora, além do presidente, e depois da derrota na questão dos 30 bilhões do orçamento, passa a criticar o ministro Paulo Guedes, o melhor da nossa história recente, e, pasmem, o general Heleno que deu o mote para as manifestações do dia 15, chamando-o de radical.
O pior é que essa gente se diz liberal, e fala com pose de estadista. Fica tentando de todas as formas manter o status quo da safadeza quase endêmica da classe política , aliás é representante dessa gente.
Enquanto isso, Lula passeia pelo exterior para falar mal e mentir sobre o Brasil e o governo, claro, com a devida complacência dos meliantes do STF. Para essa gente só o povo nas ruas, e logo, depois de encaminhadas as questões econômicas, uma nova constituição, realmente republicana, popular e democrática. O povo mobilizado tem que dar o tom, o resto é farofa de cabra safado. Que se phodam!

Nenhum comentário:

Postar um comentário