Coletivização forçada e a fome na ex União Soviética - Rafael Brasil

Resultado de imagem para fome na ex urss na decada de 30


A coletivização forçada dos camponeses na ex União Soviética, nos anos 1932 1933, ocasionou em pelo menos 10 milhões de camponeses mortos de fome. 
O estado simplesmente extorquia os camponeses de cereais, sob a alegação de sabotagem ao "estado proletário. Foi instituída a lei das espigas. Quem roubava ou escondia algumas espigas de trigo ou centeio, podia pegar dez anos de cadeia, ou pena de morte. 
Em 1932, cerca de 125 mil pessoas foram condenadas, das quais 5.400 à pena de morte. Em 1933, cerca de 268.000 foram deportados para os gullags. 
A fome era tanta que centenas de milhares de camponeses migravam para as cidades, mas eram duramente reprimidos pela polícia, e obrigados a voltar. A maioria morria na volta e eram despejados pelas linhas de trem tendo os cadáveres queimados nas valas do caminho. 
As crianças eram abandonadas pelos pais na esperança de sobreviverem de qualquer jeito. Geralmente eram colocadas em galpões para morrer. Os que voltavam morriam de fome, ou doenças como tifo de qualquer jeito. 
Em Kharkov, são recolhidas a cada noite cerca de 250 cadáveres de pessoas mortas de fome ou tifo. Nota-se que um número muito grande dentre eles não possuía mais fígado, que parecia ter sido extraído através de grandes cortes. Era pra fazer recheios de pirojki, patês que eram vendidos no mercado. O canibalismo se alastrou. Tudo isso em nome da revolução proletária e socialista. 
A imprensa da época nada apurava, e toda esquerda internacional decantava às proezas do comunismo, e a subsequente criação do "novo homem". 
Na Ucrânia morreram cerca de sete milhões em um ano. Como tenho dito isto não tem nos nossos livros didáticos, e grande parte dos nossos professores ainda exaltam as qualidades e o "humanismo" socialista. 
Tudo isso antes de Hitler assumir o poder. Aliás, comunismo e nazismo são semelhantes. Só que no nazismo a documentação é farta. As barbaridades do comunismo só foram ainda parcialmente descobertas depois da queda do comunismo na ex União Soviética em 1989.

Nenhum comentário:

Postar um comentário