O massacre dos trabalhadores e camponeses poe Lênin - Rafael Brasil

Resultado de imagem para massacre de trabalhadores por Lênin


Em 1921 a dominação bolchevique na União Soviética já estava consolidada depois da guerra civil onde cerca de dez milhões de pessoas morreram. 
A fome tomava conta do país e os dirigentes soviéticos comandados por Lênin queriam que a produção agrícola chegasse aos níveis de....1912. Porém, muitas revoltas camponesas e operárias pipocavam no país, pedindo democracia, e respeito aos direitos dos trabalhadores. Estes movimentos eram liderados pelos socialistas moderados e anarquistas que num primeiro momento apoiaram os bolcheviques. 
A política do governo consistia em expropriar a comida dos camponeses à bala, prendendo ou encarcerando os recalcitrantes. As lideranças foram esmagadas por ordem expressa de Lênin. 
A brutalidade era tal, que muitos resistentes eram afogados no rio Divina nas proximidades de Moscou, com as mãos amarradas e com uma pedra no pescoço. 2.514 civis foram deportados para a Sibéria, inclusive mulheres e crianças. Velhos eram espancados até a morte, e juntamente com mulheres eram torturadas nuas nas praças das aldeias, quando os homens fugiam para as matas. 
No verão de 1921 a fome apertou, e a mortalidade chegou a 20% da população. Milhares de camponeses se suicidaram diante da situação. Nas fábricas, os operários tinham que trabalhar sob a ponta de baionetas, e os recalcitrantes, presos, ou simplesmente fuzilados. Depois, com a fome e as lideranças mortas ou presas e a população desarmada e faminta, Lênin implantou a NEP, política econômica que permitia algumas práticas capitalistas no campo, trocando as desapropriações de comida pela troca. 
Com a população desarmada e faminta, foi obtida a "pacificação" dos trabalhadores do campo e os operários, numa república que proclamava defendê-los. Como sempre diziam os comunistas, a edificação do socialismo não seria obtida com flores. Ouvia muito isso de alguns amigos comunistas até os anos 80. 
Na época se proclamava as benesses do socialismo nos quatro cantos do planeta, e com entusiasmo de inúmeros intelectuais. No Brasil o partido comunista foi inaugurado em 1922, depois dos comunistas terem expurgado os anarquistas do nascente movimento operário no país. 
Mas isso é outra história, e claro, naquela época estes fatos não eram conhecidos, e a propaganda comunista reinava. Isso não tem nos nossos livros didáticos, que aliás pintam Lênin como herói, humanista e democrata. Vade retro. Hoje ser comunista, com todas as informações é um exercício da mais profunda alienação e imbecilidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário