LÊNIN O ALGOZ DA CLASSE OPERÁRIA - RAFAEL BRASIL

Resultado de imagem para LENIN


Lênin era um homem frio e obstinado. A política para ele era uma obsessão, e seu comportamento era mais cerebral que emocional. Era um homem anti social, distante. Odiava a religião, tinha uma aversão total por tudo que fosse religioso. Não pode haver nada mais abominável dia que a religião, escreveu. 
O estado criado por ele estabeleceu uma enorme máquina de propaganda contra a religião. Não odiava os padres corruptos, que podiam ser eliminados, mas os santos. Era um religioso radical pela revolução, afinal não pensava em outra coisa. Vivia a revolução 24 horas por dia, segundo sua esposa Krupskaia. Não julgava os homens pelas suas opiniões ou qualidades morais, mas pela aceitação de suas próprias idéias. Só pensava em organizar uma sociedade totalitária, tanto é que em seis semanas depois de tomar o poder lançou as bases do totalitarismo.
Nunca visitou uma fábrica nem tampouco uma fazenda. Ele confundia ditadura do proletariado com ditadura sobre o proletariado. E foi assim que agiu, reprimindo violentamente a classe trabalhadora que dizia representar. Tinha uma visão militarizada do partido e da revolução, isso foi uma das principais características do leninismo e do movimento revolucionário que se seguiu. 
Era a vanguarda revolucionária, onde operário não tinha vez, só os intelectuais, daí que o comunismo sempre foi um movimento de intelectuais. Quando no poder desceu a lenha nos operários. Os trabalhadores que se rebelavam eram expulsos e cortadas duas rações de alimentos, ou seja, eram condenados à fome, num período de fome generalizada pela desorganização total da economia, que aliás ninguém sabia como seria. 
As greves se tornaram ilegais, ademais seguindo este raciocínio, já que o partido defendia os trabalhadores e a pátria era socialista, greves só seriam admitidas e financiadas nos países capitalistas. 
Isso foi um pulo para a escravização total das classes trabalhadoras. Lênin é apresentado nos nossos livros didáticos como um democrata. Depois de sua morte em 1924 Stalin que comandava o aparelho do partido , depois de uma longa e árdua disputa política assumiu o poder, e radicalizou o totalitarismo, que depois seria imitado por Hitler e seu movimento nazista. 
Comunismo e nazismo são irmãos siameses, isto seu professorzinho comunista geralmente ignorante não sabe. Até quando a ignorância vai tomar conta das nossas escolas e universidades? Eis a questão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário