“Filósofa” defensora de assaltos também recebeu R$ 108 mil via Lei Rouanet Por Marcelo Faria

“Filósofa” defensora de assaltos também recebeu R$ 108 mil via Lei Rouanet

0
   
A farra com o dinheiro dos pagadores de impostos brasileiros destinados a projetos “culturais” aprovados pelo governo incluiu até mesmo a “filósofa” defensora de assaltos, Márcia Tiburi.
Além de receber mais de R$ 162 mil de estatais para palestrar sobre “ética”e outros temas, Márcia recebeu R$ 108 mil reais por meio da Lei Rouanet, em 2009, para “publicar um livro sobre a produção artística de Maria Tomaselli” e “realizar uma exposição com 30 obras no Museu de Arte do Rio Grande do Sul e na Fundação Armando Álvares Penteado” em São Paulo. A principal empresa a destinar dinheiro dos pagadores de impostos para o projeto (R$ 60 mil) foi a Gerdau Aços Longos.
A “filósofa” defensora de assaltos, Márcia Tiburi, também recebeu dinheiro por meio da Lei Rouanet
A Lei Rouanet permite que empresas destinem o dinheiro dos pagadores de impostos – aqueles que efetivamente pagaram pelos produtos e serviços – para projetos aprovados pelo governo. De acordo com dados do Ministério da Cultura, quase R$ 15,2 bilhões dos pagadores de impostos foram destinados a projetos “culturais” desde que a lei foi criada.
COMPARTILHAR
   

Nenhum comentário:

Postar um comentário