A gaiola de Leandro Karnal e o racismo - Olavo de Carvalho

A gaiola de Leandro Karnal e o racismo

4 de dezembro de 2017 - 15:06:48
O Leandro Espiritual prova que o Brasil é um país tremendamente racista mediante o argumento de que entre 1931 e 1988 houve apenas NOVE queixas de racismo apresentadas à Justiça.
Prova suplementar, segundo ele, é que a Constituição de 1988 e a a lei penal subsequente instituÍram para o racismo AS PENALIDADES MAIS SEVERAS DO MUNDO.
Ninguém, na platéia, perguntou que lógica é essa.
Para poder provar a onipresença endêmica de delitos racistas na sociedade brasileira com base no fato de que houve apenas nove queixas de racismo entre 1931 e 1988 — o qual prova exatamente o oposto –, o Leandro Espiritual alega que “a lei não foi aplicada”, o que lhe parece “uma hipótese bem razoável” — sem notar que a Justiça não tem como agir em casos que, se existiram, não foram levados ao seu conhecimento. Prova um ilogismo com base em outro pior, invertendo, de um só golpe, a lei das probabilidades e a função da Justiça.
Em seguida argumenta que a severidade da pena legal prova a abundância dos crimes, em vez da sua rejeição pela sociedade.
Numa outra conferência, ele afirmou que “o pensar abomina gaiolas”. Sim, digo eu, principalmente aquelas com um papagaio dentro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário