PROCURA-SE CANDIDATO - RAFAEL BRASIL

Resultado de imagem para jair bolsonaro cresce nas pesquisas

Com a derrocada do PSDB juntamente com o petismo, setores da mídia, e do esquerdismo moderado procuram um candidato. Está difícil, tal a ojeriza da população a maioria dos políticos.
A esquerda procura um substituto para Lula que deve ser condenado em segunda instância, e são raras as chances de ele concorrer. E se concorrer, perde, pois perdeu o apoio da classe média, que o elegeu, dentre outras coisas, pelo discurso da ética na política. E foi reeleito com a sucesso do seu primeiro governo ajudado perla manutenção de um programa conservador capitaneado por Palocci, e pelo boom das comodittes com o crescimento exponencial da economia mundial, sobretudo da China.
Claro que podemos debitar pelo menos um terço do eleitorado que ainda vota em esquerdista, cujo cabo eleitoral vai sendo disputado a tapa que é justamente Lula. Que tenta se livrar da cadeia juntamente com quase toda a camarilha política do país, acossada pela lava jato e outras investigações menores.
Todos tem medo de Bolsonaro, que cresce e se consolida para o segundo turno. Todos desdenham o candidato da direita, classificando-o como de extrema direita, enganação midiática , como sabemos. Afinal Bolsonaro é o primeiro candidato da direita conservadora desde a redemocratização. Extrema direita seria o fascismo, e Bolsonaro é simplesmente conservador, como aliás a maioria da população. Seu discurso é forte, contra a política de direitos humanos que acabou com a paz no país. Sobretudo  no que tange ao desarmamento civil, e uma legislação, dita de desencarceramento, o que na prática tornou impune qualquer bandido deste país. E o maior problema nacional é mesmo a violência e a impunidade, que andam juntas, apavorando à população.
Enquanto este candidato não vem, estão falando no apresentador Luciano Hulk, antes era o prefeito de São Paulo João Doria, Bolsonaro se consolida, e muita gente ainda não o conhece. A mídia não só o despreza, mas o hostiliza. Ele é forte nas redes sociais, o que é muito positivo, pois tira o poder da mídia, capitaneada pela rede globo e jornais como a folha de São Paulo e o Estadão. E os artistas , estes, quase todos vergonhosamente comprados pelo petismo. Mas fala a linguagem do povão que é conservador e foi enganado durante décadas pelo esquerdismo gramsciano.
Afinal ninguém aguenta mais a esculhambação nas escolas e universidades, onde se gastam fortunas para nada. A maioria do professores e alunos são analfabetos funcionais, e são meros doutrinadores de um esquerdismo terceiro mundista, no mínimo amorfo, ridículo. E a sociedade se mobiliza contra aberrações como a impostura da tal da ideologia de gênero, e outras mazelas mais. Até na Igreja Católica vemos o renascimento de um saudável conservadorismo.
Em síntese, o bom é que a direita  está mostrando a cara, depois de décadas no ostracismo. Ser de direita era considerado um palavrão, mas agora a direita está saudavelmente, saindo do armário. Falta muito, decerto, como a consolidação de um grande partido conservador, e uma imprensa,  e mídias conservadoras. Mas as coisas estão mudando. Enquanto escrevo, Bolsonaro cresce e aparece. E sinaliza para os agentes econômicos que não é nenhum retrógado em economia. É a favor das privatizações e de uma maior aproximação com  os Estados Unidos. Bom para o Brasil. Creio que se ele realmente se consolidar, como aliás vem acontecendo, o Brasil vai dar uma guinada à direita. O que é ótimo, depois de décadas de esquerdismo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário