CAETÉS: DESESPERO DE DERROTADOS

Já conhecia o teor das denúncias do PSB local de compra de votos por parte da coligação que elegeu Armando prefeito. Todas são sem fundamento ou qualquer base de sustentação, com pessoas entrevistadas, e com filmagens editadas. O ridículo de tudo isso, é que foram justamente os membros do PSB que se acostumaram a comprar votos, e manter milhares de pessoas no cabresto ao não realizarem concurso público. Além do mais, todas as contas desta malfadada coligação foram rejeitadas pelo tribunal de contas do estado. Quebraram e corromperam parte considerável do município, e agora posam de defensores da ética e da moralidade pública. Todo mundo sabe que a polícia federal vem investigando as inúmeras falcatruas perpetradas, sobretudo na educação. Porém, a corrupção adentrava todos os setores da administração. Na cidade, até as pedras sabem disso. Foi a prefeitura da cidade que financiou as campanhas caríssimas para deputado, e prefeito de Garanhuns, do então líder da coligação derrotada. Quanto custaram estas campanhas? O povo quer saber. O povo deve saber.
O interessante é que, logo agora, quando apresentaram estas denúncias vazias, vem outras contas devidamente rejeitadas do pai, e do filho, ambos ex prefeitos. Afinal, a corrupção era de caráter familiar, afinal, era uma oligarquia familiar. Não é por menos que o patriarca da família esteve no município recentemente, mendigando votos favoráveis de alguns veradores para sua absolvição. Só que agora, qualquer vereador que votar contra os pareceres do tribunal de contas, vai ter que  justificar seu voto por escrito, podendo receber sanções penais perante à justiça.
Pelas leviandades da denúncia, Armando deve entrar na justiça por calúnia e difamação. É o que estes hipócritas merecem. Logo eles que quebraram o município. Já falei, e continuo afirmando. Oposição sempre é importante em qualquer regime que se considere minimamente democrático, mas no caso de Caetés, a mesma deve se renovar, e olhar para o futuro. O passado todo mundo já conhece, e ninguém quer a sua volta. A não ser àquelas pessoas que participavam ativamente da larga, geral e irrestrita corrupção implantada na cidade nos últimos vinte anos. É esta nefasta minoria que chora a perda das mamatas do passado. Estes que vão trabalhar para viver. Alguns vão também responder na justiça. Bem feito!  

2 comentários:

  1. Zé da Luz e Armando os dois lixos corruptos de CAETÉS - PE. Se um tem culpa o outro fala sai de perto... Povo besta fica se iludindo com os dois malandros. kkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Concordo com Rafael , Zé da Luz não pode questionar compra de votos. É uma piada de mau gosto, ele ter uma atitude dessas, o professor refletiu a realidade.

    ResponderExcluir